Brasil e Paraguai começam a reabrir fronteiras

Brasil e Paraguai assinaram acordo que permite o comércio em seis cidades fronteiriças
-Publicidade-
Ernesto Araújo, Ministro das Relações Exteriores e o Embaixador do Paraguai no Brasil,  Juan Angel Delgadillo | Foto: Divulgação/ Ministério das Relações Exteriores
Ernesto Araújo, Ministro das Relações Exteriores e o Embaixador do Paraguai no Brasil, Juan Angel Delgadillo | Foto: Divulgação/ Ministério das Relações Exteriores

Comércio é reativado entre seis cidades fronteiriças dos dois países

Ernesto Araújo, Ministro das Relações Exteriores e o Embaixador do Paraguai no Brasil, Juan Angel Delgadillo | Foto: Divulgação/ Ministério das Relações Exteriores
-Publicidade-

O Brasil e o Paraguai decidiram reabrir parcialmente as fronteiras entre os dois países. O acordo foi assinado pelos ministros das Relações Exteriores das duas nações, o brasileiro Ernesto Araújo e o paraguaio Antonio Rivas, em um evento realizado pro vídeoconferência na quarta-feira 16. O comércio, que foi interrompido no mês de março deste ano, volta a ser reativado em seis cidades fronteiriças dos dois países.

Leia também: ‘Farc do Paraguai’ expandem ações e pressionam governo

Entre Foz do Iguaçu (PR) e Ciudad del Este, Mundo Novo (MS) e Salto del Guairá, além de Ponta Porã (MS) e Pedro Juan Caballero, serão criados pontos comerciais que deverão seguir procedimentos de segurança determinados por cada país. Esses locais servirão para a retirada de produtos comprados de maneira remota para que as mercadorias voltem a circular de um lado para o outro da fronteira.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. Isto não é reabertura parcial, é apenas uma bobagem que não terá resultados práticos nenhum, imagine, comprar remotamente, coisas do Paraguai, se com todo o cuidado, já se corre o risco de comprar produtos falsificados, imagine então remotamente, melhor continuar com o mercado livre e o Paraguai, que se dane.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site