Brasil pode ter vacina contra a covid-19 em nove meses, diz Marcos Pontes

O ministro afirmou que foram feitos investimentos em 16 tecnologias pelo governo
-Publicidade-
Ministro Marcos Pontes participa de um dos maiores e mais importantes eventos de tecnologia do mundo
Ministro Marcos Pontes participa de um dos maiores e mais importantes eventos de tecnologia do mundo | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse que o Brasil deve ter uma vacina contra a covid-19 em nove meses. A declaração foi concedida durante o evento Mobile World Congress, em Barcelona.

Em sua gestão, Pontes afirmou que foram feitos investimentos em 16 projetos de vacinas. Desses, cinco já têm pedidos em análise na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar a fase de testes.

“Um já foi aprovado para começar o teste, que deve durar nove meses”, revelou o ministro. “O investimento será de R$ 350 milhões.” Sem dar muitos detalhes sobre a vacina brasileira, Pontes disse que ela poderá ser usada como reforço aos imunizantes já usados no Brasil: Pfizer e AstraZeneca.

-Publicidade-

Além da vacina contra a covid-19, Pontes informou que o Brasil deverá ter o primeiro laboratório de biossegurança nível 4 da América Latina. O centro de pesquisa permite que pesquisadores investiguem agentes infecciosos perigosos, como o coronavírus.

Vacina contra a covid-19 e 5G em pauta na Europa

O MWC é um dos mais importantes eventos de tecnologia do mundo, voltado para o setor de telecomunicações. O evento ocorre desde 1987 e, em sua mais recente edição (2019), reuniu 109 mil pessoas.

O ministro Marcos Pontes também participou de um evento com a Huawei, gigante do setor de infraestrutura, com sede na China, e a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro.

“É necessário ajudar a impulsionar a transformação digital e promover o crescimento da economia brasileira”, disse Sun Baocheng, CEO da Huawei Brasil. “Para isso, é fundamental a capacitação e o treinamento de talentos em inteligência artificial e 5G.”

O ministro ainda visitou os estandes de apresentação da Huawei. Na sequência, a comitiva seguiu para Israel, para apresentar o projeto Conecta 5G, além de participar de reuniões com outras empresas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.