Brasileiros infectados com Ômicron estavam vacinados

Casal recebeu a vacina de dose única da Janssen
-Publicidade-
Brasileiros diagnosticados com a nova variante do coronavírus estavam vacinados
Brasileiros diagnosticados com a nova variante do coronavírus estavam vacinados | Foto: Reprodução/Redes sociais

O casal de brasileiros diagnosticados com a variante Ômicron do coronavírus estava vacinado, informou a prefeitura de São Paulo nesta quarta-feira, 1º. Eles tomaram a dose única da vacina da Janssen quando estavam na África do Sul, país onde residem. Com a confirmação dos casos, os dois se tornaram os primeiros a ser identificados com a Ômicron na América Latina.

Em entrevista concedida à GloboNews, o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, disse que os familiares do casal também foram vacinados e serão testados pela prefeitura da capital paulista. “Levantamos todos os contatos que o casal de brasileiros teve nesse período”, explicou. “Nossas equipes de saúde estão em campo agora para localizar essas pessoas.”

História dos infectados com a Ômicron

-Publicidade-

O casal chegou ao Brasil a passeio em 23 de novembro. Dois dias depois, quando retornariam para a Cidade do Cabo, testaram positivo para covid-19. De acordo com a prefeitura de São Paulo, os infectados estão assintomáticos e seguem em isolamento, sendo monitorados por equipes de saúde da administração municipal.

Mais três casos suspeitos de infecção pela nova variante estão sob investigação no Brasil, mais especificamente em São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. Com o fechamento de fronteiras brasileiras para voos de países africanos, quase 300 brasileiros estão retidos no continente. O Ministério das Relações Exteriores informou que está acompanhando os casos.

Leia mais: “O fim da segunda onda”, reportagem de Fábio Matos e Paula Leal publicada na Edição 87 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Se não quiser esperar para ver se piora, sugiro o uso de medicamentos que vem sendo largamente utilizados para sanar o problema. Temos a H, a C, a N e a I.

  2. Vamos torcer para que todos os casos sejam com sintomas leves ou assintomáticos , continuar vacinando normalmente e usar máscaras pelo menos em ambientes fechados e assim passarmos por mais está etapa !
    Não esqueçam de cancelar réveillon e carnaval
    isto pode esperar um pouco mais .

    1. Vamos torcer para que todos os casos sejam com sintomas leves ou assintomáticos…
      E se não for, vai continuar vacinando normalmente e usando máscaras, então conclui-se que tanto faz como tanto fez. E segue o baile.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.