Coronavírus: Flávio Dino quer vacina aprovada no exterior mesmo sem aval da Anvisa

Governador do Maranhão levou a proposta ao Supremo Tribunal Federal
-Publicidade-
O comunista Flávio Dino será alvo de representação. É o que promete Carla Zambelli | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
O comunista Flávio Dino será alvo de representação. É o que promete Carla Zambelli | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL | flávio dino - governador do maranhão - carta capital - representação - carla zambelli

Político do Maranhão levou a proposta ao Supremo Tribunal Federal

flávio dino - governador do maranhão - carta capital - representação - carla zambelli
Flávio Dino foi reeleito governador do Estado do Maranhão em 2018 | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
-Publicidade-

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal para que seu Estado possa adquirir uma vacina sem o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ingressada na segunda-feira 7, a ação propõe que os Estados possam fazer uso de imunizantes aprovados por agências sanitárias dos Estados Unidos, da União Europeia, do Japão e da China, mesmo sem a autorização da Anvisa. O político usou o Twitter para anunciar a medida.

Leia também: “China culpa a Índia pelo surgimento do coronavírus”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 comments

  1. Com esse STF aí, é possível que consigam isso, pois já houve aquele episódio do início dessa tal pandemia que teve o aval do STF, por que não? Agora, os laboratórios já conseguiram um documento se eximindo das responsabilidades sobre as eventuais vítimas destas vacinas no futuro. Será que esses governadores farão o mesmo? Me lembro no passado em que colocaram um medicamento injetável com o nome de TALIDOMIDA, que provocou em todo o mundo o aparecimento de bebês faltando membros do corpo, ou seja com má formação do feto. Foi um escândalo, eu era criança na época e não me lembro o desfecho que teve isso daí. Quem se responsabilizará por qualquer evento parecido com esse? Os governadores? O STF? Vão jogar isso daí para o escanteio, esses irresponsáveis.

  2. Cada povo tem o político que merece!
    Estados como MA, SP e outros optaram pela pior ideologia que existe, a da imposição.
    Lembrem-se na próxima eleição das porcarias em que votaram!
    Depois chamam o presidente de nazista, fascista e outras mais!

  3. Na verdade já existe um acordo internacional que prevê que imunizantes aprovados por agências sanitárias dos Estados Unidos, da União Europeia, do Japão e da China, sejam utilizados no Brasil , mas com a autorização da Anvisa. O que ocorre ,e não foi dito na reportagem, é que neste caso as aprovações seguem protocolos mais enxutos e rápidos que podem ocorrer em até sessenta dias. Tanto é que a ANVISA recentemente também obteve o reconhecimento internacional recíproco, ou seja, o que ela aprovar também será válido para os outros países membros deste protocolo. Portanto, essa discussão toda não é necessária.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site