Covas cancela réveillon na Paulista

Covas cancela réveillon na Paulista.
-Publicidade-
Réveillon na Paulista agora só quando a vacina do coronavírus existir | Foto: José Cordeiro/SPTuris
Réveillon na Paulista agora só quando a vacina do coronavírus existir | Foto: José Cordeiro/SPTuris | bruno covas, réveillon, avenida paulista, cidade de são paulo, coronavírus, cancelamento

Prefeito paulistano afirma que coordenar evento para mais de um milhão de pessoas em dezembro seria “temerário” ainda por causa da pandemia de coronavírus

bruno covas, réveillon, avenida paulista, cidade de são paulo, coronavírus, cancelamento
Réveillon na Paulista agora só quando a vacina do coronavírus existir | Foto: José Cordeiro/SPTuris

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, parece não querer que a pandemia termine e a cidade volte ao normal tão logo.

-Publicidade-

Nesta sexta-feira, 17, anunciou que o tradicional réveillon da avenida Paulista, organizado pela prefeitura, está oficialmente cancelado.

“Tanto a Prefeitura quanto governo [estadual] entendem como muito temerário organizarmos um evento para 1 milhão de pessoas para dezembro deste ano”, estimou o ex-vice de João Doria.

De acordo com Covas, o evento precisa ser pensado com pelo menos três meses de antecipação, “envolve patrocínio, agenda de artistas, pacotes promocionais de hotéis, turismo”. Ou seja, que a economia seja movimentada.

“Não é momento para pensar nisso. O Centro de Contingência fica mais tranquilo. Vamos evitar muitas mortes dessa forma, salvando vidas”, esquivou-se o coordenador do Centro de Contingência da Covid-19 do Estado de São Paulo, Paulo Menezes.

A Virada Cultural, outro evento bastante esperado pelos paulistanos, também terá apenas uma versão on-line.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Deixa ver se eu entendi: aglomerar em novembro, pra votar, pode, aglomerar em janeiro, para o réveillon, para celebrar, não pode.
    Nós estamos realmente muito bem servidos…

  2. Mas o rèveillon é no início de janeiro de 2021 as eleições serão antes disso. Aí pode acontecer duas coisas:
    – Haver um prolongamento de mandato por conta dessa praga chinesa.
    – Ele ganhar as eleições.
    Não acredito em nenhuma das duas hipóteses.

  3. Isso já passou dos limites. Ou enfrentamos esses ditadores agora ou estaremos dominados para sempre. Não existe essa coisa de prorrogar a praga chinesa. Está muito evidente que a ideia é controlar a insatisfação das pessoas e não a preocupação com a saúde delas

  4. Estamos em Julho, e o ditadorzinho já está esticando seus braços até Dezembro! Sujeito ridículo, incompetente. Espero que as urnas lhe faça justiça.

    1. A justiça será feita. No site prefeitos.org, o qual todos podem avaliar seus respectivos prefeitos de suas cidades, o Coveiro aparece com nota 1,3 em uma escala de 0 a 5. Achei até demais visto tamanha Incompetência. Ele e Doriana já sabem que não serão reeleitos e irão castigar o povo de SP de todas as maneiras.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.