Rainha Elizabeth ficou encantada com chocolate brasileiro: “Esplêndido”

Monarca britânica recebeu iguaria para marcar os 60 anos desde coroação
-Publicidade-
Foto: Montagem/ Revista Oeste
Foto: Montagem/ Revista Oeste | Foto: Montagem/ Revista Oeste

O chocolate brasileiro ocupa lugar de destaque internacionalmente. O país é o sétimo colocado no ranking mundial de produtores de cacau. Com milhares de admiradores espalhados pelo mundo, o chocolate produzido por aqui chegou também ao Palácio de Buckingham, onde recebeu elogios de ninguém menos que a falecida rainha Elizabeth II.

Foi em 2012 que a monarca britânica ficou encantada com o chocolate Q, produzido pela chef brasileira Samantha Aquim. Na ocasião, duas caixas do Q foram parar na Inglaterra. Uma delas foi enviada para a Cruz Vermelha Britânica, instituição que presta auxílios médicos para necessitados e que realizou um leilão para arrecadar fundos com o doce. Já a outra foi um presente exclusivo para Elizabeth II.

O presente não havia sido enviado à toa. Naquele ano, a monarca celebrava o Jubileu de Diamante, evento que marcava o aniversário de 60 anos de sua coroação. Para fazer jus à ocasião, as barras de chocolate, produzidas com cacau originário do sul da Bahia, foram desenhadas pelo arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012).

-Publicidade-

Em entrevista à CNN, o embaixador da marca do chocolate Q em São Paulo, Marcos Augustinas, contou que a rainha agradeceu pelo presente. “A carta dizia que a rainha achou o chocolate esplêndido e que ficou interessada em saber da associação da família com a cultura da produção de chocolate do cacau no Brasil, além de ter ficado emocionada ao saber do apoio à Cruz Vermelha Britânica”, afirmou o empresário.

Orgulho do agronegócio brasileiro

De acordo com informações dos fabricantes brasileiros de cacau, a produção nacional de chocolates em 2021 bateu praticamente 700 mil toneladas. Desse volume, conforme dados do Ministério da Agricultura, o país exportou pouco menos de 35 mil toneladas. A pasta, entretanto, registra a importação de 20 mil toneladas. O consumo interno no ano passado ficou em cerca de 685 mil toneladas.

Quase cem países importaram pelo menos 1 tonelada de chocolate do Brasil em 2021. No topo da lista está a Argentina, que comprou 7 mil quilos do produto brasileiro no ano passado. Compraram nosso chocolate nações como os Estados Unidos, a Dinamarca e o Japão, além de países famosos por seus chocolates, como Bélgica e Suíça.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.