Forças Armadas ficarão na Amazônia até o fim de abril

Militares já combateram mais de 7,5 mil focos de incêndio, conforme o governo
-Publicidade-
Um militar no combate aos incêndios na Amazônia | Foto: Vinícius Mendonça/Ibama
Um militar no combate aos incêndios na Amazônia | Foto: Vinícius Mendonça/Ibama | Bolsonaro - forças - incêndios - Amazônia

Militares já combateram mais de 7,5 mil focos de incêndio, conforme o governo

Bolsonaro - forças - incêndios - Amazônia
Trabalhos são coordenados pelo vice-presidente Hamilton Mourão | Foto: Vinícius Mendonça/Ibama
-Publicidade-

O Ministério da Defesa prorrogou nesta quinta-feira, 12, a presença das Forças Armadas na Amazônia. A partir de agora, elas ficarão no local até o fim de abril do ano que vem. A medida consta no Diário Oficial da União. Os militares já combateram mais de 7,5 mil focos de incêndio, realizaram mais de 51,3 mil inspeções e patrulhas navais e terrestres, incluindo bloqueio e controle de estradas. De acordo com o governo, 3,4 mil soldados e 300 agentes de órgãos parceiros estão envolvidos na operação, batizada de Verde Brasil. Além disso, o efetivo de militares é reforçado sempre que necessário. As ações utilizam 160 viaturas, 42 embarcações, 2 navios e 11 aeronaves.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site