Governo acaba com restrições a passageiros de países africanos

A medida havia sido aplicada em novembro, devido ao fato de a variante Ômicron ter sido detectada inicialmente nos países do sul da África
-Publicidade-
Movimentação de passageiros no Aeroporto Internacional de Brasília
Movimentação de passageiros no Aeroporto Internacional de Brasília | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo federal acabou com a restrição de entrada de passageiros vindos de seis países da África: África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

A medida havia sido aplicada em novembro, devido ao fato de a variante Ômicron ter sido detectada inicialmente na África do Sul.

O fim da restrição consta em portaria publicada nesta sexta-feira, 21, no Diário Oficial da União, que atualiza as regras de entrada no país, e não cita mais os seis países.

-Publicidade-

Outras medidas permanecem, como a necessidade de comprovação de vacinação e a apresentação de um teste negativo para a covid-19.

A reabertura da fronteira aérea para os seis países foi recomendada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) há duas semanas.

“O governo federal permanece atento a qualquer modificação no perfil epidemiológico junto a Estados, municípios e ao Distrito Federal, e sempre efetua mudanças nas restrições excepcionais e temporárias de entrada no Brasil, com base em pareceres técnicos de todos os órgãos envolvidos, respeitando os princípios da oportunidade e da conveniência”, informou a Casa Civil, em nota, sobre a portaria.

Pandemia de covid pode se tornar endêmica

O mundo adentra no terceiro ano de pandemia. Apesar da explosão no número de casos por vários cantos em razão da Ômicron, especialistas acreditam que o surgimento dessa variante pode significar a transição da pandemia para uma endemia.

Mas o que é preciso para que a covid-19 se torne uma doença endêmica? Oeste conversou com especialistas para entender o atual momento da pandemia

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.