Grupo de médicos assina carta em defesa de Nise Yamaguchi

A oncologista passou por constrangimento ao depor na CPI da Covid-19
-Publicidade-
Médica passou por situação vexatória na CPI
Médica passou por situação vexatória na CPI | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Depois de ser constrangida durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, a oncologista Nise Yamaguchi recebeu o apoio do grupo Médicos pela Vida. A entidade divulgou uma carta de repúdio endereçada à CPI. No documento, salienta-se que Nise foi submetida a situação vexatória e foi interrompida várias vezes por parlamentares. O tratamento dado a Nise não foi o mesmo concedido a outras testemunhas, observaram os profissionais da saúde, que em fevereiro deste ano assinaram um manifesto pró-tratamento precoce contra a covid-19.

“A Dra. Nise Yamaguchi foi boicotada o tempo todo na sessão, através de interrupções constantes nas suas respostas, sendo impedida, desta maneira, de pontuar objetivamente as perguntas, explicar detalhadamente as ações e os tratamentos contra a covid-19”, informa trecho da papelada, que veio a público na terça-feira 1°. “Uma ação aparentemente orquestrada por alguns senadores. Maneira bem diferente daquela direcionada a determinados depoentes, tratados como ‘damas’. Aliás, não é a primeira vez que uma ‘Mulher Médica’ é tratada de forma imprópria nesta CPI”, acrescentou o Médicos pela Vida.

-Publicidade-

Reportagens publicadas na Revista Oeste mostram que a terapêutica preventiva funcionou para algumas pessoas. Pacientes infectados pelo coronavírus relataram que venceram a doença provocada pelo patógeno ao recorrer a medicamentos, como a hidroxicloroquina, a azitromicina, entre outros. Devido a isso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) evitou condenar o tratamento. “Infelizmente, certos assuntos foram proibidos”, declarou Mauro Ribeiro, presidente do CFM. “Essa história de que está estabelecido na literatura que o tratamento precoce não tem efeito na fase inicial é mentira.”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

12 comments

  1. Deveriam abrir queixa-crime contra o relator e o presidente do Circo Parlamentar de Inquérito, especialmente este último, que discursou: “Não escutem essa médica, que com sua voz calma engana a todos”. Por acaso ele é médico? Por acaso acabou o direito de praticar medicina, descobrir novos tratamentos?
    Alguns chamaram de inquisição, para mim, lembrou a história de Galileu. Aqueles que acusam os que pensam (diferente), na verdade ainda acreditam que a Terra (ou até mesmo o próprio umbigo) é o centro do universo.
    Parabéns à Dra. Nise Yamaguchi e obrigado por sua dedicação à vida!

  2. Que atitude vergonhosa! Onde fica o respeito à relação MÉDICO / PACIENTE ? Se meu médico recomenda o remédio X, ou, pelo menos, diz que, não tendo ainda sido suficientemente testado (como, por exemplo, foi o caso do TAMIFLU, que era recomendado por grande parte dos profissionais – e que, pelas notícias que tenho, agora já foi aprovado), o remédio X pode ser usado tentativamente, sob observação e que não fará mal, o que têm a ver com isto o Presidente, Governador, Prefeito, Juízes, Secretários de Saúde (que são POLÍTICOS, embora fantasiados de médicos)? Que não se metam na minha vida! Um teste duplo cego, randomizado do caráter dos membros da comissão que AGREDIRAM verbalmente a Dra Nise, se tal teste fosse posível, mostraria que eles não têm condição moral nenhuma de criticá-la.

  3. Em duas ocasiões, os inquiridores mencionaram os horrores praticados pela ideologia do Partido dos Trabalhadores – Nazista – Alemão na ânsia doentia em atribuir aos inquiridos, ações semelhantes. Engolfados em suas demagogias não se deram conta que eles próprios assumiram o papel de algozes imorais, transformando os inquéritos em simulacros de pogroms (cujo nefasto significado seus reduzidos níveis de conhecimento não permitem alcançar), antegozando o prazer do estúpido que destrói aquilo que não entende. Arranquem-se seus escudos protetores, a imunidade legislativa ou acabaremos repetindo o “habitus” do passado que dissemina o retrocesso no nosso processo civilizador.

  4. Vergonhoso foi ver “jornalistas” aplaudirem isso!
    Assisti ao jornal da Record agora e vi a SATISFAÇÃO DA MARIANA GODOY ao falar sobre a humilhação e tratamento dados à Dra Nise pelos senadores. QUE NOJO!!

  5. O Congresso Nacional e seus MIQUINHOS não sabem o que é RESPEITO, são LIXO ESCÓRIA. Pobre Brasil. Um povo a merce de crápulas no CONGRESSO NACIONAL. #LIXO #StfDaVergonha HIPÓCRITAS

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site