Inep vai garantir isenção do Enem a quem perdeu prazo de inscrição

Foram garantidos mais de 3 milhões de gratuidades para a prova de 2020 [caption id="attachment_254431" align="alignnone" width="2560"] O presidente do Inep, Alexandre Lopes, apresenta detalhes da força-tarefa aplicada para avaliação…
-Publicidade-
O presidente do Inep, Alexandre Lopes, apresenta detalhes da força-tarefa aplicada para avaliação do resultado do Enem
O presidente do Inep, Alexandre Lopes, apresenta detalhes da força-tarefa aplicada para avaliação do resultado do Enem

Foram garantidos mais de 3 milhões de gratuidades para a prova de 2020

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, apresenta detalhes da força-tarefa aplicada para avaliação do resultado do Enem | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
-Publicidade-

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) garante que nenhum participante do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tentou a isenção da prova e não conseguiu, mas que cumpre os requisitos, será prejudicado na prova deste ano.

No período de inscrições para o exame o próprio órgão irá, de ofício, garantir a gratuidade. A informação foi dada pelo presidente do Inep, Alexandre Lopes, em entrevista à TV Brasil.

“Nós do Inep vamos garantir essa isenção na inscrição, o aluno não vai precisar pedir. Não terá que fazer nada, nós do Inep vamos garantir que ele tenha esse direito”, destacou.

Segundo Lopes, foram garantidos mais de 3 milhões de gratuidades para a prova de 2020.

O resultado dos beneficiados sai no dia 24 de abril, de acordo com a Agência Brasil.

Estavam aptos a pedir a isenção da taxa de inscrição do Enem:

estudantes que cursam a última série do ensino médio em 2020 em escola da rede pública, declarada ao Censo da Educação Básica; estudantes que cursaram todo o ensino médio em escolas públicas ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio; e estudantes que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site