Justiça de São Paulo concede prisão domiciliar a Roger Abdelmassih

Condenado a 173 anos de prisão por abusar sexualmente de pacientes, ex-médico terá de usar tornozeleira eletrônica e não poderá sair da cidade ou do país
-Publicidade-
Roger Abdelmassih terá de usar tornozeleira eletrônica no regime de prisão domiciliar
Roger Abdelmassih terá de usar tornozeleira eletrônica no regime de prisão domiciliar | Foto: Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) concedeu nesta quinta-feira, 6, prisão domiciliar ao ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a 173 anos de prisão por abusar sexualmente de pacientes. Desde setembro do ano passado, ele cumpre pena no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, no Carandiru, zona norte de São Paulo.

A decisão foi tomada pela juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, da 1ª Vara das Execuções Criminais (VEC) de Taubaté (SP). Segundo a magistrada, Abdelmassih “apresenta quadro clínico bastante debilitado” e “necessita de cuidados ininterruptos”, que não podem ser oferecidos pelo sistema prisional.

“Está evidenciado nos autos que o sentenciado em questão conta com 76 anos de idade, apresenta quadro clínico bastante debilitado, experimenta atualmente considerável piora em seu estado de saúde, necessita de cuidados ininterruptos, medicação constante e em horários diversificados, exames frequentes e específicos, assim como alimentação especial e vigilância contínua”, anotou a juíza em seu despacho.

-Publicidade-

Abdelmassih deve atender a uma série de exigências determinadas pela juíza, como permanecer em sua residência, não sair do município ou do país sem prévia autorização judicial, usar tornozeleira eletrônica e se submeter a perícia médica de seis em seis meses.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. KKKKK…. Esse pobre-diabo ainda vai morrer em trânsito — da casa para a cadeia ou da cadeia para a casa. Por que o Judiciário não dá um descanso para ele?

    1. Retire o “pobre” da expressão e ficará correta.
      Durante os anos em que esse elemento cometeu seus CRIMES, valendo-se de sua condição PRIVILEGIADA de médico, causando DANOS a tanta gente, jamais sanados, ele não pensou nas consequências e estaria ainda cometendo suas torpezas criminosas se não fosse impedido.
      Bandido Condenado deve cumprir sua pena, sem leniência. Tratamento médico seja dado na cadeia, de boa qualidade. Sair, somente após cumprir sua pena.
      A Lei penal brasileira É MUITO LENIENTE com Criminosos. Cabe ao Congresso Mudar isso. Caba ao povo Cobrar e Pressionar pela mudança.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro