-Publicidade-

Justiça destina mais de R$ 19 mi para o combate às drogas

Estratégia do governo é descapitalizar criminosos e restringir o tráfico internacional de drogas
Parte do dinheiro foi apreendido na Operação Spectrum, em Curitiba, e em Mato Grosso do Sul
Parte do dinheiro foi apreendido na Operação Spectrum, em Curitiba, e em Mato Grosso do Sul | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Mais de US$ 3,4 milhões (cerca de R$ 19 milhões) apreendidos de criminosos pela Polícia Federal (PF) foram destinados ao Fundo Nacional Antidrogas, para o financiamento de políticas de segurança pública e combate às drogas. Nesta quinta-feira, 11, a PF informou que parte do dinheiro foi apreendido na Operação Spectrum, em Curitiba, e em Mato Grosso do Sul, em operações de combate ao tráfico internacional de drogas. A ação teve como principal alvo Luiz Carlos da Rocha, um dos maiores traficantes da América do Sul, conhecido como “Cabeça Branca”. Segundo o secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Luiz Roberto Beggiora, o confisco de bens das organizações criminosas e a rápida destinação e aplicação dos recursos nos órgãos de segurança pública federal e estaduais são mais um passo importante para o país avançar no combate à criminalidade. “Temos estrutura para tornar cada vez mais célere a destinação dos bens apreendidos dos criminosos, convertendo-os em recursos para o combate à criminalidade”, afirmou. A ação favorece a descapitalização de criminosos, uma das estratégias do governo para alavancar o combate à criminalidade.

Leia também: “PF deflagra operação contra o tráfico de drogas”

Com informações da Agência Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.