Ministro da Cidadania representará Bolsonaro na abertura da Olimpíada

A última vez em que o presidente do Brasil não esteve no início dos Jogos foi em 2004, em Atenas (Grécia), quando Lula não compareceu à abertura
-Publicidade-
O ministro da Cidadania, João Roma, estará na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Tóquio
O ministro da Cidadania, João Roma, estará na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Tóquio | Foto: Divulgação

O ministro da Cidadania, João Roma, será o representante do governo brasileiro na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Tóquio. O evento esportivo, programado inicialmente para o ano passado, foi adiado para 2021 por causa da pandemia de covid-19 — e será realizado entre 23 de julho e 8 de agosto.

O presidente Jair Bolsonaro já comunicou aos organizadores da Olimpíada que não participará da abertura. A última vez em que o chefe de Estado do Brasil não esteve no início dos Jogos foi em 2004, em Atenas (Grécia), quando Luiz Inácio Lula da Silva não compareceu.

Leia mais: “Olimpíada de Tóquio acontecerá mesmo sob estado de emergência”

-Publicidade-

Lula foi a Pequim, em 2008, e Dilma Rousseff esteve nas aberturas dos Jogos de Londres, em 2012, e do Rio de Janeiro, em 2016.

Leia também: “‘A utilização política foi evidente’, diz ministro da Cidadania sobre Bolsa Família nos governos do PT”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.