Mourão critica toque de recolher decretado por governadores

'Algumas medidas estão além da liberdade de manobra', avalia o vice-presidente
-Publicidade-
Vice-presidente também demonstrou preocupação com lotação do transporte público na pandemia
Vice-presidente também demonstrou preocupação com lotação do transporte público na pandemia | Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão fez coro a Jair Bolsonaro nesta sexta-feira, 19, e criticou o toque de recolher determinado por alguns governadores do país entre as medidas para combater a propagação do coronavírus. Segundo Mourão, trata-se de uma medida que vai “além da liberdade de manobra” no enfrentamento da pandemia de covid-19.

Leia mais: “Bolsonaro vai ao STF contra restrições impostas por prefeitos e governadores”

-Publicidade-

“Não é uma questão de confronto com governadores. O presidente coloca, e eu concordo com ele, que algumas medidas estão além da liberdade de manobra que cada governador tem, como essa questão de toque de recolher. Acho que isso tem que ter uma legislação que ampare melhor”, disse Mourão.

Ainda segundo o vice-presidente, a intenção de Bolsonaro é que haja uma definição “homogênea” sobre o que é atividade essencial — liberada para o funcionamento normal mesmo nas fases mais restritivas. Mourão também voltou a alertar sobre a lotação no transporte público. “O cara vai igual uma sardinha em lata dentro de um ônibus. Para mim, aquilo é maior fonte de contágio que tem aí.”

Leia também: “‘Não somos ditadura’, diz Mourão sobre lockdown nacional”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.