-Publicidade-

Operação no Rio mira acusados de lavagem de dinheiro de miliciano

Três mandados de prisão e 27 de busca e apreensão estão sendo cumpridos no Rio de Janeiro, em Niterói e na Baixada Fluminense
Policiais apreenderam, até o momento, R$ 75 mil e dois carros
Policiais apreenderam, até o momento, R$ 75 mil e dois carros | Foto: Divulgação/Agência Brasil

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI), do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), deflagraram nesta segunda-feira, 22, a Operação Gárgula. Os policiais cumprem três mandados de prisão e 27 de busca e apreensão contra suspeitos de movimentação financeira e lavagem de dinheiro do miliciano Adriano da Nóbrega, ex-capitão do Batalhão de Operações Especiais (Bope), morto em fevereiro do ano passado em uma ação policial na Bahia.

Leia mais: “Em operação, milicianos do RJ são alvos da PF”

Segundo o jornal O Globo, os mandados são cumpridos no Rio de Janeiro, em Niterói (RJ) e Guapimirim (RJ). Até o momento, uma pessoa foi presa, e a polícia apreendeu R$ 75 mil e dois carros.

Nove pessoas — entre as quais um sargento e um soldado da Polícia Militar (PM) — foram denunciadas à Justiça pelos crimes de associação criminosa, agiotagem e lavagem de dinheiro. Também foram bloqueados R$ 8,4 milhões dos suspeitos de integrar a organização criminosa.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.