-Publicidade-

‘Os caras não podem fazer o que querem com o povo’, diz Muricy Ramalho

Vídeo que circula nas redes sociais mostra coordenador técnico de futebol abordado por guardas no litoral de SP
O ex-técnico e coordenador de futebol do São Paulo, Muricy Ramalho
O ex-técnico e coordenador de futebol do São Paulo, Muricy Ramalho | Foto: Reprodução/Redes sociais

O coordenador de futebol do São Paulo, Muricy Ramalho, foi abordado por fiscais da Guarda Municipal de Bertioga no domingo 14 durante uma caminhada na praia de Riviera de São Lourenço (SP), onde está desde o início da pandemia de covid-19.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Muricy pede “bom senso” aos guardas, pois a medida não “estava anunciada”. “Não estava anunciado isso, tava que era segunda-feira, tá certo ou não tava que era segunda-feira? Então os caras anteciparam. Então, para antecipar, precisa falar para o povo, entendeu, o povo não sabe”, argumenta Muricy. Em entrevista ao UOL Esporte, o coordenador de futebol disse que anteciparam o decreto que fecharia as praias sem avisar a população e por isso estava fazendo exercício no momento em que foi abordado. De acordo com a prefeitura de Bertioga, “a interdição de praias, prevista na Fase Emergencial do Plano São Paulo, foi antecipada em Bertioga e começou a valer a partir de sábado (13). A proibição inclui acesso, circulação ou qualquer atividade na faixa de areia, jardins, mar e calçadão”.

Ainda, Muricy disse que, se soubesse da restrição, não teria ido à praia. “Eu sei que é orientação, não é culpa de vocês, mas os caras não podem fazer o que eles querem com o povo. Amanhã não pode de novo, amanhã pode, amanhã não pode, não pode ser assim não”, disse o ex-treinador.

Veja o vídeo:

Em uma rede social, Muricy publicou uma nota de esclarecimento sobre o caso:

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. Muricy Ramalho não é nenhum Tite, por saber onde entraria, descartou o convite para treinar a Seleção brasileira.
    Tite por ser amigo de ladrão, em agradecimento ao objeto de roubo Itaqueirao, desfez-se de nosso Presidente da República Federativa do Brasil.
    Deu no que deu, nem interesse temos mais com esse amontoado do Tite.
    Que a CBF seja passada à limpo, e homens íntegros como o Rogério Seni comandem em campo a seleção, em breve.
    Bom dia Muricy, grande campeão!

  2. Imaginem se fosse um cidadão comum nessa situação. Já teria tomado borrachada nas costas e jogado no camburão. Os guardinhas, coitados, completamente despreparados e, pelo que percebi, até curtindo esse tipo de situação. Quanto ao prefeito desse município, um incompetente. Já o governador desse estado, o Agripino Dória Calça Apertada, um covarde sem escrúpulos.

    1. perfeita a sua analise, só não concordo com o “coitado do guardinha”, a situação que estamos vivendo vai muito além de preparo, precisa de bom censo e infelizmente os guardinhas não estão tendo..

  3. Lamentável essa cena, o guarda Municipal sem preparo pra falar com o cidadão de bem que paga o salario dele, pra que ficar instigando, fazendo comentários óbvios pra tirar o cidadão do serio.

  4. Não falta bom senso aos guardas, falta humanidade, compaixão, respeito pelo povo. Em todos os níveis de poder vemos abusos, é um escândalo. Infelizmente, alguns usam a função para ter o prazer de subjugar e humilhar, isso já está claro para boa parte da população honesta desse país.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.