PF abre inquérito para investigar ameaças a membros da Anvisa

A investigação foi aberta na quarta-feira 15, um dia antes de a Anvisa ter autorizado a vacinação de crianças contra covid-19
-Publicidade-
Anvisa pediu investigação sobre supostas ameaças a diretores e servidores
Anvisa pediu investigação sobre supostas ameaças a diretores e servidores | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) do Distrito Federal abriu um inquérito para apurar supostas ameaças contra diretores e servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com a PF, as diligências já começaram.

A investigação foi aberta na quarta-feira 15, um dia antes de a Anvisa ter autorizado a vacinação contra a covid-19 de crianças de 5 a 11 anos. Há indícios de que as ameaças tenham se intensificado depois dessa decisão do órgão.

No domingo 19, a Anvisa pediu a investigação das supostas ameaças, em ofícios encaminhados ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, ao Ministério da Justiça, à Procuradoria-Geral da República (PGR), à própria PF e à Superintendência da PF no Distrito Federal.

-Publicidade-

Nos documentos, os diretores da Anvisa afirmam que foram “surpreendidos com publicações nas mídias sociais na internet de ameaças, intimidações e ofensas por conta da referida decisão técnica”.

“Esses fatos aumentaram a preocupação e o receio dos diretores e servidores quanto à sua integridade física e à de suas famílias e geraram evidente apreensão de que atos de violência possam ocorrer a qualquer momento”, diz a agência.

A Associação de Servidores da Anvisa e o diretor-presidente da agência, Antonio Barra Torres, repudiaram as ameaças. Em nota divulgada na sexta-feira 17, assinada por Barra Torres e pelos diretores do órgão, a Anvisa afirma que repele “com veemência” qualquer ameaça.

Com informações da TV Globo

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Portal ContraFatos – 20.Dez.2021
    Advogado Quer Afastamento E Prisão De Diretores Da Anvisa
    https://www.contrafatos.com.br/advogado-quer-afastamento-e-prisao-de-diretores-da-anvisa/

    Wilson Koressawa, líder do grupo Ações Libertadoras, lançou documento que serviria de base para pedido contra a agência.

    O advogado e promotor aposentado Wilson Koressawa, líder do grupo Ações Libertadoras, lançou um documento no site do movimento que serviria de base para pedir o afastamento e a prisão de quatro diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O fato ocorre em meio à polêmica aprovação da aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

    1. Nunca esquecendo que Barra Torres foi promovido por Dilma Roussef durante a triste permanência dessa senhora na presidência da república, parabéns pela iniciativa.

    1. Verão chegando, outros órgãos podiam seguir o exemplo.
      A pandemia não acabou mas está na hora de finalizar a letargia/hibernação dos que constitucionalmente deveriam nos defender.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.