PF faz operação na BA e em PE contra superfaturamento de contratos

Os pagadores de impostos foram lesados em mais de R$ 1 milhão
-Publicidade-
Conforme a PF, as irregularidades ocorreram em 2020
Conforme a PF, as irregularidades ocorreram em 2020 | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

A Polícia Federal (PF) iniciou nesta terça-feira, 13, a Operação Carga Viral que investiga fraudes em procedimentos de dispensa de licitação para a compra de máscaras e de testes rápidos de covid-19, na Bahia e em Pernambuco. Agora, agentes cumprem seis mandados de busca e apreensão na cidade de Juazeiro; um Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador; e um na cidade pernambucana de Petrolina.

Conforme a PF, as irregularidades ocorreram em 2020 e contaram com a participação de empresários no esquema. A Justiça estima que os pagadores de impostos foram lesados em mais de R$ 1 milhão. Caso sejam confirmadas as suspeitas, os investigados podem responder pelos crimes de fraude à licitação e superfaturamento, com pena de reclusão de quatro a oito anos, mais multa a ser definida pelas autoridades.

Leia também: “O ataque do Covidão”, reportagem publicada na Edição 7 da Revista Oeste

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.