Pfizer e Janssen: Pazuello avança nas negociações

Governo assinou intenção de compra de 138 milhões de doses das vacinas contra a covid-19
-Publicidade-
A compra foi possibilitada devido à aprovação do Congresso Nacional
A compra foi possibilitada devido à aprovação do Congresso Nacional | Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, anunciou que o cardápio de vacinas contra a covid-19 no Brasil aumentou. Agora, além dos imunizantes CoronaVac e Oxford, o país terá os da Pfizer e da Janssen. Conforme o militar, 138 milhões de doses dos produtos devem chegar entre maio de dezembro deste ano — 100 milhões da Pfizer e 38 milhões, da Janssen. “Tratamos com a Pfizer e a Johnson & Johnson para que tenhamos, a partir de maio próximo, mais 138 milhões de doses de vacinas para imunizar nossa população utilizando o Programa Nacional de Imunização”, declarou Pazuello, na quarta-feira 3, em entrevista coletiva.

Em edição extra publicada no Diário Oficial da União, técnicos do Ministério da Saúde informaram a intenção do governo de adquirir as mercadorias. Segundo Pazuello, a compra foi possibilitada devido à aprovação no Congresso Nacional do projeto que autoriza a União, os Estados e os municípios a assumirem a responsabilidade por eventuais efeitos colaterais das vacinas. A cláusula, proposta no contrato das farmacêuticas, era contestada pelo Poder Executivo. “Estamos trabalhando forte para que, até o final deste ano, os maiores de 18 anos que puderem ser vacinados, sejam vacinados”, concluiu o ministro.

-Publicidade-

Leia também: “A supervacina”, reportagem publicada na Edição 39 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. É essa negociação firme que o Brasil precisa.
    O país tem rumo e com a vacinação massal vai decolar……
    Pra contra-gosto do stf e dos políticos oposicionistas lockdownianos!

  2. Sera´que a Jansen a qual se refere e´a Johnson & Johnson ?
    Se for em outras latitudes a vacina deles e´questionada ( pela USCCB) por utilizar celulas de fetos em desinvolvimento .

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.