Prefeitura do Rio marca fim do rodízio de alunos nas escolas

Uso de máscaras continuará obrigatório
-Publicidade-
Escolas cariocas retornam de forma plena a partir de 18 de outubro
Escolas cariocas retornam de forma plena a partir de 18 de outubro | Foto: Prefeitura do Rio

A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou o retorno pleno das aulas. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, o rodízio e o distanciamento social entre os alunos serão dispensados. O cronograma divulgado prevê que a medida passe a vigorar em duas etapas, marcadas para ter início em 18 e 25 de outubro. Contudo, o ensino híbrido continuará sendo oferecido e o uso de máscaras se manterá obrigatório.

Leia também: “60% dos municípios não tiveram internações desde segunda-feira, afirma pesquisa”

No dia 18, ocorre a volta integral da pré-escola e das classes do 1º, 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental. Já em 25 de outubro será a retomada presencial das creches, do programa de Educação de Jovens e Adultos, além dos alunos do 3º, 4º, 6º, 7º e 8º anos do ensino fundamental.

-Publicidade-

“Nós já distribuímos máscaras para todos os nossos profissionais de educação, máscaras PFF2 e álcool em gel”, disse o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, em entrevista à CNN. “Nós temos todos os nossos profissionais já imunizados, ou seja, com a segunda dose. Tudo para fazer as nossas unidades funcionarem da melhor forma possível, seguindo o protocolo sanitário. Estamos preparados para o retorno 100% presencial.”

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação é contra a decisão. Em nota divulgada nesta sexta-feira 8, o órgão afirma que “mantém a posição contrária ao retorno integral das aulas presenciais e de defesa do funcionamento de forma híbrida, com rodízio entre os alunos”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Dois anos de atraso por conta dessa imbecilidade provocada pelos sindicatos de professores. Ficaram em casa recebendo seus salários e fingindo ensinar via internet para uma grande maioria de estudantes q sequer tinham acesso a uma rede de Wifi ou mesmo um celular ou computador. Qual o indice de contágio e mortes de criancas / jovens pela Covid ? Desprezivel segundo a medicina e mesmo assim continuaram com essa restrição totalitária e imbecil. Mas o carnaval de 2022 será liberado pois gera receita e propina aos iluminados do governo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.