Queiroga se encontra com ministros da Saúde do Mercosul

Eles assinaram uma declaração de cooperação para o enfrentamento da pandemia
-Publicidade-
Marcelo Queiroga voltou a reforçar que a pasta vai analisar de forma célere, por meio de consulta pública, a proposta de vacinar crianças contra a covid-19
Marcelo Queiroga voltou a reforçar que a pasta vai analisar de forma célere, por meio de consulta pública, a proposta de vacinar crianças contra a covid-19 | Foto: Walterson Rosa/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou na quarta-feira 22, de uma reunião com os ministros da Saúde dos países do Mercosul, em Buenos Aires, na Argentina.

Eles assinaram uma declaração de cooperação para o enfrentamento da pandemia. Segundo Queiroga, o objetivo é conseguir insumos de forma equitativa para os países do Mercosul.

“Esse espírito de colaboração e de união dos nossos países é o compromisso de reforçar os nossos sistemas de saúde e ampliar a capacidade de resposta dos nossos complexos industriais, para termos insumos de forma equitativa e mais disponível para as nossas populações“, disse o ministro durante a reunião.

-Publicidade-

Vacinação de crianças

Em entrevista a RecordTV, Marcelo Queiroga voltou a reforçar que a pasta vai analisar de forma célere, por meio de consulta pública, a proposta de vacinar crianças contra a covid-19.

“O Ministério da Saúde vai avaliar questão, o rito foi definido pela pasta e foi validado pelo Supremo Tribunal Federal. No dia cinco, o ministério vai definir se a proposta será aprovada na íntegra ou se sofrerá alguma modificação”, explicou.

Consulta pública

A partir de hoje, o site do Ministério da Saúde (MS) inicia uma consulta pública para definir a inclusão de crianças de cinco a 11 anos na campanha de vacinação contra a covid-19.

As contribuições devem ser enviadas on-line, pelo site da pasta. Na página, deve estar disponível a documentação relativa à consulta pública, conforme publicado no Diário Oficial da União na quarta-feira 22.

Depois do encerramento da consulta, as contribuições apresentadas serão alvo de uma audiência pública prevista para o dia 4 de janeiro. No dia seguinte, o ministério deverá anunciará a decisão.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.