-Publicidade-

‘Queremos liberdade para ampliar a vacinação’, pede Carlos Wizard

Empresário sugere que a iniciativa privada possa imunizar seus funcionários sem barreiras do Estado
Carlos Wizard é dono de várias marcas, entre elas, uma escola de idiomas
Carlos Wizard é dono de várias marcas, entre elas, uma escola de idiomas | Foto: Divulgação

O empresário Carlos Wizard fez um apelo nesta sexta-feira, 26, por mais liberdade à iniciativa privada. Segundo ele, é preciso flexibilizar a Lei 14.125 de modo a acelerar o processo de vacinação contra a covid-19 no Brasil. O dispositivo legal permite que companhias adquiram os imunizantes, mas doem as doses ao Sistema Único de Saúde para contemplar os grupos prioritários. Depois, será possível direcionar as unidades aos funcionários do comprador. “Sabemos que o poder público é lento. Por isso, nossa intenção é agilizar as coisas. Não temos interesse comercial nessas reivindicações, mas sim humanitário. Queremos devolver a normalidade à população brasileira”, declarou o empresário, em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan.

Leia também: “O que falta para o Brasil acelerar a vacinação?”, reportagem publicada na Edição 50 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.