Sem alarde, Brasil sediou Pan-Americano de Ginástica Artística

Realização do evento demandou a mobilização de 484 pessoas, entre esportistas, comissões técnicas e funcionários de apoio
-Publicidade-
Arthur Nory é um dos destaques brasileiros
Arthur Nory é um dos destaques brasileiros | Ricardo Bufolin/CBG

A notícia de que o Brasil sediaria a Copa América causou rebuliço em setores da imprensa e da política. De acordo com os críticos, o país não está em condições de realizar um evento dessa magnitude, visto que a pandemia do novo coronavírus não arrefeceu — o índice de contaminação segue alto, os hospitais continuam cheios, as vítimas surgem aos montes.

Conforme informou Oeste, a competição de seleções será concluída em menos jogos do que qualquer campeonato relevante da América do Sul — ao todo, serão disputadas 28 partidas. Somados os jogos do Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores e Copa Sul-Americana, 1.072 eventos ocorrerão. Nesse cenário, a Copa América oferece risco substancialmente menor de contaminação pela covid-19.

-Publicidade-

Contudo, o Brasil não é apenas sede do torneio de seleções. No último domingo, 6, encerrou-se a participação brasileira no Pan-Americano de Ginástica Artística, realizado na Arena Carioca 1, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Os atletas conquistaram nove medalhas de ouro, duas de prata e cinco de bronze — os resultados levaram o Brasil ao primeiro lugar geral da competição.

Leia também: “A seleção é a cara da esquerda brasileira”, artigo de J. R. Guzzo publicado em Oeste

Além do Brasil, participaram do Pan-Americano de Ginástica Artística Colômbia, Equador, Panamá, Peru, Uruguai, Argentina, Estados Unidos, Chile, Costa Rica, Guatemala, Trinidad e Tobago, México, República Dominicana, Porto Rico, Ilhas Cayman e Venezuela. São 17 nações, portanto.

Segundo o governo brasileiro, a realização da competição demandou a mobilização de 484 pessoas, entre equipes de segurança, limpeza, transporte e montagem, atletas e oficiais, voluntários e demais representantes da Confederação Brasileira de Ginástica. Como ocorre na Copa América, os participantes foram testados antes de iniciar as atividades e só depois do resultado negativo receberam as credenciais de acesso à arena.

O Pan-Americano de Ginástica Artística foi transmitido pelos canais SporTV, que pertencem à Globo. Os direitos de transmissão da Copa América, por sua vez, cabem ao Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) e à Disney.

Leia também: “Doria arrependeu-se do próprio acerto e recusou a Copa América”, artigo de J. R. Guzzo publicado em Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site