-Publicidade-

Vacina da Oxford será testada em crianças e adolescentes

Estudo vai avaliar eficácia do imunizante em pessoas de 6 a 17 anos
Estudo de fase 2 contará com a participação de 300 voluntários
Estudo de fase 2 contará com a participação de 300 voluntários | Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo

A Universidade de Oxford informou neste sábado, 13, que a vacina contra a covid-19 desenvolvida em parceria com o laboratório da AstraZeneca será testada em crianças e adolescentes, na faixa etária de 6 a 17 anos. As pesquisas anteriores envolveram apenas participantes acima de 18 anos e, portanto, o imunizante ainda não é aplicado em pessoas mais jovens. O estudo de fase 2 deve iniciar ainda neste mês e contará com a participação de 300 voluntários. “Embora a maioria das crianças não seja relativamente afetada pelo coronavírus e seja improvável que adoeçam com a infecção, é importante estabelecer a segurança e a resposta imune para a vacina em crianças e jovens”, disse Andrew Pollard, professor de infecção e imunidade pediátrica e pesquisador-chefe dos estudos da vacina da Oxford.

Leia também: “OMS recomenda uso da vacina da Oxford/AstraZeneca”

 

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês