-Publicidade-

OMS recomenda uso da vacina da Oxford/AstraZeneca

Na semana passada, dúvidas surgiram sobre a eficácia do imunizante em idosos com mais de 65 anos
A Organização Mundial de Saúde recomendou o uso da vacina da Oxford/AstraZeneca
A Organização Mundial de Saúde recomendou o uso da vacina da Oxford/AstraZeneca | Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo

Especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendaram nesta quarta-feira, 10, o uso da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, e afirmaram que ela pode ser administrada em idosos com mais de 65 anos, apesar das dúvidas que surgiram sobre sua eficácia nessa faixa etária. A indicação foi feita pelo Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas (Sage), que emite recomendações sobre o uso de imunizantes à OMS. Vários países, incluindo Portugal e Alemanha, sugeriram que o produto não fosse administrado em pessoas com mais de 65 anos, devido à escassez de dados de estudos referentes a esse grupo. “A vacina pode ser administrada em pessoas a partir dos 18 anos, sem limite de idade máxima, motivo pelo qual também pode ser inoculada em maiores de 65 anos”, informou o presidente do Sage, Alejandro Cravioto, em entrevista coletiva.

Leia também: “Estudo aponta eficácia da vacina da Oxford contra variante do coronavírus”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. A AstraZeneca e a Universidade de Oxford deveriam vir a público dar esse esclarecimento e ao mesmo tempo dispensar as recomendações da OMS, porque tudo o que vem dessa lambe-botas dos comunistas carece de credibilidade.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês