Amigo secreto deve movimentar mais de R$ 5 bi no fim de ano

Estimativa é da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas
-Publicidade-
Foto: Canva
Foto: Canva | amigo secreto - economia

Estimativa é da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas

amigo secreto - economia
Foto: Canva
-Publicidade-

Mais de 52 milhões de brasileiros devem participar da brincadeira de fim de ano conhecida como amigo secreto ou amigo oculto. É o que indica levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e divulgado nesta semana. Com o montante previsto de participantes, a estimativa da entidade é a de que esse tipo de confraternização injete R$ 5,6 bilhões na economia brasileira.

Leia mais: “Chegada de vacina tende a impulsionar setor de serviços”

Realizada em parceria com a consultoria Offer Wise, a pesquisa traz dados curiosos sobre amigo secreto. Afinal, 17% dos entrevistados admitem não gostar da brincadeira, mas participam para não serem vistos como antissociais. Outros 39% informaram que a ação acaba por ser uma maneira de se economizar com presentes na época de fim de ano — pois investe-se apenas em um único presente para o colega de trabalho, amigo ou parente sorteado. A média de valor de cada presente será de R$ 64, aponta o levantamento.

Apesar da estimativa da brincadeira ajudar a movimentar a economia brasileira neste fim de 2020, o estudo mostra que até ela sofre impactos decorrentes da pandemia de covid-19. Nesse sentido, 49% dos entrevistados garantiram não ter interesse de participar de nenhum tipo de amigo secreto neste ano. Entre os motivos para se ignorar o evento está a estratégia de se evitar aglomerações por causa do novo coronavírus.

“Uma maneira das pessoas presentearem sem gastar muito”

Presidente da CNDL, José César da Costa vê, mesmo diante da pandemia, a força da brincadeira. Para ele, esse tipo de ação deixou de ocorrer apenas no meio corporativo. “O amigo secreto é uma maneira das pessoas presentearem sem gastar muito, não só nas confraternizações do trabalho, mas também entre os familiares”, afirma o representante da entidade.

Leia mais: “Retomada em V não é miragem” — reportagem publicada na Edição 36 da Revista Oeste.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site