Anac autoriza Gol e Azul a voar com apenas três comissários

Latam informou que fez o mesmo pedido das concorrentes e aguarda resposta da agência reguladora
-Publicidade-
Movimentação de passageiros no Aeroporto Internacional de Brasília | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Movimentação de passageiros no Aeroporto Internacional de Brasília | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou as companhias aéreas Azul e Gol a realizar voos com menos comissários de bordo nos aviões.

O pedido foi feito em meio ao avanço de infecções por covid-19 entre os profissionais devido à variante Ômicron, que, embora mais contagiosa, não tem sido caracterizada por aumento de internações em UTI nem mortes.

-Publicidade-

Com a determinação, ficam permitidas as decolagens com três, em vez de quatro, profissionais. A Latam informou que fez o mesmo pedido e aguarda resposta da agência reguladora.

Juntas, as três empresas detêm 98,2% do mercado doméstico de aviação no Brasil, segundo dados da agência relativos a novembro.

De acordo com a Anac, o pedido da Azul foi aprovado em 13 de janeiro e o da Gol, em 17 de janeiro. As decisões foram publicadas no Diário Oficial da União.

As empresas são obrigadas a manter um comissário para cada 50 passageiros. Assim, para voar com três tripulantes, os voos passam a ter número reduzido de passageiros.

Na prática, a medida obriga as aéreas a reacomodarem passageiros em outros voos, porque haverá limite de até 150 pessoas em aviões com capacidade para até 186 assentos.

A Azul afirmou que, diante do aumento de tripulantes com covid-19 ou sintomas gripais, a decisão da Anac “se torna mais um instrumento de auxílio à regularidade das operações aéreas”.

“No entanto, a Azul destaca que somente fará uso dessa autorização em casos de extrema necessidade, para garantir o cumprimento de suas operações, sem prejuízo à segurança de voo, que é o principal e inegociável valor da companhia.”

A Gol também informou que vai adotar a redução de funcionários como “medida preventiva”. “A redução para três comissários será feita apenas em casos de extrema necessidade para os voos que tiverem no máximo 150 passageiros.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.