Balança comercial registra déficit depois de 10 meses

Em novembro, foram exportados US$ 20,3 bilhões e importados US$ 21,6 bilhões
-Publicidade-
Depois de dez meses, a balança comercial brasileira registrou déficit
Depois de dez meses, a balança comercial brasileira registrou déficit | Foto: Reprodução/Pixabay

A balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 1,3 bilhão em novembro, informou o Ministério da Economia nesta quarta-feira, 1º. Neste mês, foram exportados US$ 20,3 bilhões e importados US$ 21,6 bilhões. É o primeiro resultado negativo desde janeiro (déficit de US$ 205 milhões).

No acumulado do ano, o saldo está positivo. As exportações superam as importações em US$ 57,2 bilhões. De janeiro a novembro deste ano, as exportações somaram US$ 256 bilhões, alta de 34,9% na média diária em relação ao mesmo período do ano passado, e as importações chegaram a US$ 198,9 bilhões, com crescimento de 39,7%.

O superávit parcial de 2021 ocorre em virtude do crescimento do preço das commodities (produtos como alimentos, minérios e petróleo) e da alta do dólar, o que contribui para o baixo custo dos produtos brasileiros no exterior.

-Publicidade-

Para 2021, a expectativa mais recente do Ministério da Economia foi de um superávit comercial de US$ 70,9 bilhões — o que seria um valor recorde para a série histórica, iniciada em 1989.

Palavra do governo em relação à balança comercial

O saldo negativo neste mês ocorre em razão de uma queda nos preços dos produtos exportados, segundo Herlon Brandão, subsecretário de Inteligência e Estatísticas de Comércio Exterior. Em relação às importações, o custo dos produtos subiram, principalmente das commodities energéticas.

Leia mais: “Incertezas sobre variante Ômicron derrubam Ibovespa”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.