Bancos renomados operaram fundos ilícitos de 1999 a 2017

HSBC, Standard Chartered, Deutsche Bank, JP Morgan Chase e Bank of America são alguns dos que movimentaram mais de US$ 2 trilhões no período.
-Publicidade-
HSBC é um dos principais envolvidos no escândalo da lavagem de fundos ilícitos e viu suas ações despencarem nesta segunda-feira | Foto: ANDREVRUAS/WIKIMEDIA COMMONS
HSBC é um dos principais envolvidos no escândalo da lavagem de fundos ilícitos e viu suas ações despencarem nesta segunda-feira | Foto: ANDREVRUAS/WIKIMEDIA COMMONS | bancos, icji, lavagem de dinheiro, hsbc, jp morgan chasem deutsch bank, american express, bank of american, standard chartered, fundos ilícitos

HSBC, Standard Chartered, Deutsche Bank, JP Morgan Chase e Bank of America são alguns dos que movimentaram mais de US$ 2 trilhões no período

bancos, icji, lavagem de dinheiro, hsbc, jp morgan chasem deutsch bank, american express, bank of american, standard chartered, fundos ilícitos
HSBC é um dos principais envolvidos no escândalo da lavagem de fundos ilícitos e viu suas ações despencarem nesta segunda-feira | Foto: ANDREVRUAS/WIKIMEDIA COMMONS
-Publicidade-

Documentos obtidos pelo Buzzfeed News e organizações noticiosas que incluem o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, na sigla em inglês) apontam que renomadas instituições financeiras movimentaram mais de US$ 2 trilhões em fundos ilícitos entre 1999 e 2017.

Entre os bancos estão o HSBC, o Standard Chartered, o Deutsche Bank, o JP Morgan Chase e o Bank of America, além da operadora de cartões de crédito American Express.

Toda a documentação foi enviada à Rede de Combate a Crimes Financeiros (FinCEN), órgão do Departamento do Tesouro dos EUA, e detalha operações supostamente ligadas a crimes financeiros, como lavagem de dinheiro.

“Assumimos nossa responsabilidade de combater crimes financeiros de forma extremamente séria e temos investido substancialmente em nossos programas de conformidade”, informou o Standard Chartered ao The Wall Street Journal. 

As ações do HSBC tiveram nesta segunda-feira, 21, a pior queda em 22 anos e a denúncia ajudou o mercado financeiro a operar em baixa durante o dia na Europa.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site