Buscas por plataforma de trabalho remoto crescem 233% em março no Brasil

Levantamento mostra que buscas por plataformas de saúde online e streaming tiveram forte crescimento em março.
-Publicidade-
Foto: Crew/Unsplash
Foto: Crew/Unsplash

Segundo levantamento de software de busca competitiva, procura on-line por saúde e streaming também subiu, enquanto sites de companhias aéreas e hotéis tiveram perda significativa

Foto: Crew/Unsplash
-Publicidade-

O SEMRush, software de busca competitiva e inteligência de mercado em marketing digital, divulgou ontem levantamento em que aponta os principais itens buscados no Brasil e no mundo desde o começo da pandemia de coronavírus em março.

Com a recente necessidade de fazer home office, a plataforma de trabalho remoto Zoom cresceu 233% nas buscas realizadas no Brasil com relação a fevereiro. O Skype também deu um salto: de 700 mil buscas chegou a 1,5 milhão.

Outro crescimento impressionante foi o do mensageiro voltado para o mercado de trabalho Slack, que disparou mais de 82% em um mês nas buscas on-line no mundo.

Com as academias fechadas, muita gente por todo o globo focou seu tempo de procurar alternativas para substituir os exercícios físicos. Com isso, os termos “cordas de pular” e “halteres” aumentaram sua relevância em 70%, enquanto “ioga on-line” subiu 66%.

E como apontou o CEO da Oi, Rodrigo Abreu, o streaming também apresentou grande aumento nas buscas. Em termos mundiais, o levantamento da SEMrush revela que as pesquisas por Disney+ cresceram 43,5%, enquanto as buscas por HBO e Netflix aumentaram 24% e 18%, respectivamente.

Aqui no Brasil, a Netflix teve 16 milhões de buscas, seguida de longe pela HBO, com 2,1 milhões.

No entanto, nem tudo são boas notícias. As buscas por companhias aéreas tiveram acentuada queda durante o período de confinamento social. No Brasil, a Azul perdeu 10% de suas procuras; a Gol, 7,4%; e a Latam, 2,3%.

No mesmo caminho, sem poderem sair de casa, as pessoas pararam de pesquisar hotéis. Os mais atingidos mundialmente foram os Raffles Luxury Hotels (-33%), Choice Hotels (-19%) e Hotel Belmont, Aman Resorts, Ritz Carlton e Disney Resort Hotels (todos, -18,5%).

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site