Café terá safra recorde em 2020; MG é o maior produtor

Aumento foi 27,9% sobre a colheita de 2019 e de 2,3% sobre o recorde anterior, de 2018
-Publicidade-

Aumento foi 27,9% sobre a colheita de 2019 e de 2,3% sobre o recorde anterior, de 2018

Café
Plantação de Café | Foto: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo
-Publicidade-

Em 2020, a safra brasileira de café deve chegar a 63 milhões de sacas, a maior da história. A projeção foi divulgada nesta quinta-feira, 17, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O aumento foi 27,9% sobre a colheita de 2019 e de 2,3% sobre o recorde anterior, de 2018. A área colhida aumentou 3,9%, o que equivale a 1,88 milhão de hectares. Os números somam os resultados do café arábica e conilon.

Leia mais: “UMA MINA DE OPORTUNIDADES CHAMADA BRASIL”, na edição desta semana da Revista Oeste

Conab
Foto: Reprodução/Conab

O café sofre um efeito chamado bienalidade, ou seja, uma safra possui produtividade maior e, na seguinte, devido a necessidade de recomposição do vegetal, a produção cai naturalmente.

Além da bienalidade positiva do arábica, o clima também contribuiu para o desenvolvimento das lavouras. A produção deste grão superou a de 2018, chegando a 48,77 milhões de sacas. Em relação ao ano passado, o aumento é de 42,2%.

Já o conilon, teve produção estimada em 14,31 milhões de sacas, 4,7% menor que o obtido na safra anterior, o que pode ser atribuído às poucas chuvas no Espírito Santo.

Estados

O maior produtor de café é Minas Gerais, com 34,65 milhões de sacas e crescimento de 41,1% no comparativo com 2019, graças principalmente ao arábica que responde por mais de 90% do café do estado.

O Espírito Santo, em segundo lugar, produziu neste ano 13,96 milhões de sacas, com redução de 12,41%. Das lavouras capixabas, saíram 9,19 milhões de sacas de conilon e 4,77 milhões de sacas de arábica.

São Paulo vem em seguida, com 6,18 milhões de sacas e aumento de 42,4%.

Exportação

Em novembro, as exportações brasileiras de café foram recordes. O aumento foi de 32% sobre o mesmo mês de 2019, com o embarque de 4,3 milhões de sacas (60 kg), considerando-se a somatória de café verde, solúvel e torrado/moído.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.