CNC: Turismo movimentou R$ 238,6 bilhões no Brasil em 2019, melhor desempenho desde 2017

Cerca de 35.692 novos postos de trabalho foram criados no setor em 2019 (alta de 163,6% em relação às vagas surgidas em 2018) A Confederação Nacional do Comércio (CNC) divulgou…
-Publicidade-

Cerca de 35.692 novos postos de trabalho foram criados no setor em 2019 (alta de 163,6% em relação às vagas surgidas em 2018)

A Confederação Nacional do Comércio (CNC) divulgou nesta sexta-feira, 6, um relatório que traz boas notícias: o turismo brasileiro apresentou os melhores resultados desde 2017, com aumento de 2,2% no faturamento real ante o ano anterior, totalizando R$ 238,6 bilhões (acréscimo de R$ 5,1 bilhões)

Ademais, 35.692 novos postos de trabalho foram criados no setor em 2019 (alta de 163,6% em relação às vagas surgidas em 2018).

-Publicidade-

Cenário animador

Os resultados positivos se devem ao fato de, no ano passado, todos os segmentos de serviços turísticos indicarem aumento de vendas em relação a 2018. Transporte de passageiros (5,3%) foi o que apresentou a maior elevação, seguido de Hotéis e Similares (3,3%).

O Sudeste se destacou no faturamento do país, com vendas no montante de R$ 147 bilhões. A região respondeu por 61,6% do faturamento do setor turístico no ano passado, seguida pelo Sul (15,9%) e pelo Nordeste (12,6%). O Estado de São Paulo liderou, respondendo por 40,5% do faturamento geral.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), os números reforçam a importância do setor como um dos principais ativos econômicos do país. “Os resultados alcançados apenas reafirmam todo o potencial para geração de empregos e renda do nosso segmento”, afirmou.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, explica que o setor de turismo acompanhou, no ano passado, a gradual recuperação da economia do país. “Como previsto, o faturamento do turismo acompanhou os indicativos de alta em 2019, em sinergia com a performance esperada para a economia”, avalia.

Os consumidores têm optado por refeições fora de casa, deslocamentos em viagens e serviços de hospedagem, de acordo com o ICV-Tur CNC. Juntos, os segmentos de Restaurantes e Similares (53,3%), Transporte de Passageiros (26%) e de Hospedagem e Similares (11%) foram responsáveis por 90% das vendas turísticas, com valor em torno de R$ 216 bilhões.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.