Compra do Twitter por Elon Musk faz a criptomoeda Dogecoin disparar 25%

A rede social anunciou nesta segunda-feira, 25, que aceitou a proposta feita pelo CEO da Tesla
-Publicidade-
Aquisição da rede social gerou expectativa de maior adesão à Dogecoin | Foto: James Camron/Flickr
Aquisição da rede social gerou expectativa de maior adesão à Dogecoin | Foto: James Camron/Flickr

A notícia de que o Twitter aceitou a proposta de compra feita por Elon Musk, nesta segunda-feira, 25, teve impacto não apenas no mercado financeiro tradicional, com forte alta das ações da empresa, mas também no mercado de criptomoedas: a Dogecoin viu seu preço disparar 25%.

Na última quinta-feira, 21, Musk havia solicitado formalmente a compra das ações do Twitter por um total de US$ 43 bilhões. Depois de reunião do conselho acionário do Twitter, ontem, 24, a empresa se posicionou hoje sobre o assunto, aceitando a oferta do magnata.

-Publicidade-

Musk já falou publicamente uma série de vezes sobre o seu interesse pela Dogecoin, e a compra do Twitter alimenta rumores sobre iniciativas envolvendo a criptomoeda na rede social. Em outras oportunidades, as declarações do magnata impulsionaram o ativo digital — que é considerado um meme.

A Dogecoin ensaiou um forte movimento de alta no início na manhã, mas acabou perdendo o fôlego e sofrendo leve correção. No entanto, com a confirmação da venda da rede social, a alta ganhou ainda mais intensidade, fazendo com que o ativo inspirado em cachorro subisse até o preço atual de US$ 0,165.

Enquanto a Doge sobe 25% em 24 horas, Bitcoin e Ethereum, por exemplo, têm altas de menos de 1%, e a maioria das 20 principais criptomoedas do mundo por valor de mercado opera em queda.

Doge

Dogecoin é uma criptomoeda que surgiu como uma brincadeira, em 2013, ganhando a atenção de investidores. Em 2021, a moeda digital ganhou o noticiário econômico após disparar de preço e alcançar uma valorização de 14.000% — fato que impressionou até mesmo o mercado de criptoativos.

Ela é uma moeda digital construída a partir de um código aberto na blockchain, criada em 6 de dezembro de 2013 por dois programadores, Billy Markus e Jackson Palmer, com a intenção de desenvolver uma moeda diferente do Bitcoin (BTC).

A ideia surgiu após uma brincadeira. Tanto o símbolo quanto o nome fazem referência a um meme viral que é composto de um cachorro da raça japonesa shiba inu. Por esse motivo, a Doge é considerada uma criptomoeda meme ou memecoin.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.