Desemprego cai entre jovens no 2º trimestre de 2022

Mulheres continuam com um rendimento menor que os homens
-Publicidade-
Rendimento médio das pessoas negras representa quase 60% do valor médio das pessoas brancas
Rendimento médio das pessoas negras representa quase 60% do valor médio das pessoas brancas | Marcelo Casal Jr. / Wikimedia Commons

Durante o segundo trimestre de 2022, o desemprego dos jovens entre 18 e 24 anos caiu para 19,3%. Antes, a taxa era de 22, 8%. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 12, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O número registrado até o momento é o menor desde o terceiro trimestre de 2015 (19,2%), no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Contudo, o desemprego entre os jovens continua maior do que a média geral (que inclui toda a população), pouco mais de 10 milhões.

A faixa etária que apresenta a maior taxa de desemprego continua sendo entre 14 e 17 anos, com pouco mais de 30%. No primeiro trimestre, o número era de cerca de 35%. Um jovem nessa categoria, geralmente, trabalha como menor aprendiz.

-Publicidade-

Já nas demais idades, as taxas ficam abaixo da média geral da população. Entre 25 e 39 anos o número é de pouco mais de 8%; entre 40 e 59 anos, 6%; e de 60 anos ou mais, 4%. Todas diminuíram em relação ao trimestre anterior.

No âmbito do sexo, a taxa de desemprego foi de pouco mais de 10% para as mulheres e de quase 10% para homens. Tratando-se de rendimento mensal, o valor real é estimado em pouco mais de R$ 2,6 mil. No trimestre passado era de R$ 2.548.

As mulheres continuam com um rendimento menor do que o dos homens, representando quase 80% em relação ao sexo masculino. A desigualdade também é constatada em raça e cor. O rendimento médio das pessoas negras representa quase 60% do valor médio do de pessoas brancas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.