Dólar encerra semana com valorização de 4%

Banco Central teve que intervir para conter a desvalorização do real
-Publicidade-
Durante o pregão de hoje, o dólar chegou a atingir o patamar máximo de R$ 5,31
Durante o pregão de hoje, o dólar chegou a atingir o patamar máximo de R$ 5,31 | Foto: Divulgação/Pixabay

Pelo oitavo dia consecutivo, o dólar manteve a tendência de alta e encerrou o mercado à vista dessa quinta-feira, 8, cotado a R$ 5,25, com avanço de 0,28%. Na semana, a valorização chegou a 4%. À véspera do feriado de 9 de julho em São Paulo, que vai deixar a Bolsa de Valores brasileira fechada, fatores internos e externos levaram preocupações aos investidores.

Durante o pregão, a moeda chegou a atingir o patamar máximo de R$ 5,31. Logo depois, o Banco Central (BC) interviu e vendeu US$ 500 milhões via swaps cambiais — leilão de dólares. Essa foi a primeira oferta do tipo feita desde março para tentar conter a desvalorização do real.

Leia também: “Ibovespa recupera-se e fecha em alta de 1,54%”

-Publicidade-

No cenário internacional, o posicionamento do Federal Reserve (BC dos Estados Unidos) amenizando os receios sobre uma antecipação no processo de redução de estímulos monetários foi somada a postura do BC europeu em reduzir a meta de inflação e ao anúncio de estímulos financeiros na China.

Já no contexto interno, seguiu no radar os ataques feitos na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 às Forças Armadas.

Na quarta-feira 7, o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), criticou o suposto envolvimento de integrantes das Forças Armadas em casos de irregularidades no Ministério da Saúde. Em resposta, o Ministério da Defesa e os comandantes do Exército, por sua vez, repudiaram as declarações e afirmaram que não aceitarão qualquer ataque leviano às instituições que defendem a democracia e a liberdade do povo brasileiro.

Leia também: “Militares prometem reação ‘mais dura’ caso ataques da CPI continuem”

 

 

 

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Na minha opinião, o Brasil é um celeiro de especuladores. Qualquer frase vira motivo pra se derrubar Bolsa ou aumentar o dólar. Esse tal “Mercado” deveria mostrar a real face de quem está por trás dessas manipulações

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site