‘Economicismo marxista não combina com ideias liberais’

Afirmação é de Bruno Garschagen, colunista da Revista Oeste
-Publicidade-
Foto: REPRODUÇÃO/BBC
Foto: REPRODUÇÃO/BBC | economicismo

Afirmação é de Bruno Garschagen, colunista da Revista Oeste

economicismo
Foto: REPRODUÇÃO/BBC
-Publicidade-

O “economicismo marxista não combina com ideias liberais, muito menos conservadoras”. A afirmação consta no artigo de Bruno Garschagen publicado na edição desta semana da Revista Oeste.

De acordo com a argumentação do colunista, a demanda econômica não pode servir como base para se manter relações comerciais com a China — ou qualquer nação que se paute pelo socialismo. Nesse sentido, ele avalia que a pandemia da covid-19 serviu para expor “os riscos das relações políticas e comerciais com o Partido Comunista Chinês”.

Dessa forma, Garschagen analisa o que precisa ser feito por países que prezam pelo liberalismo, modelo que, segundo defende o colunista de Oeste, “se fundamenta na moral”.

Exclusivo para assinantes, o texto “Chegou a hora de enfrentar a China — e a Rússia” está disponível na 18ª edição da Revista Oeste.

 

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site