Eletrobras fecha 2º trimestre com lucro de R$ 2,5 bilhões

Em relação ao mesmo período de 2020, a alta foi expressiva: 439%
-Publicidade-
Eletrobras divulgou o balanço do segundo trimestre deste ano
Eletrobras divulgou o balanço do segundo trimestre deste ano | Foto: Reprodução

A Eletrobras registrou um lucro líquido de R$ 2,53 bilhões no segundo trimestre deste ano, de acordo com balanço divulgado na noite de quarta-feira 11. Em relação ao mesmo período de 2020, a alta foi expressiva: 439%.

A receita operacional líquida da companhia chegou a R$ 7,959 bilhões, o que representa um crescimento de 49% na comparação anual.

Leia mais: “Privatização da Eletrobras será enviada ao TCU no fim de agosto”

-Publicidade-

Considerado o principal índice para medir a capacidade de geração de caixa, o Ebitda (sigla em inglês para lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) alcançou R$ 3,3 bilhões. A alta do indicador foi de 64% no período.

Leia também: “MP da Eletrobras: exigência de contratação de termelétricas a gás gera críticas”

A dívida líquida recorrente da empresa caiu para R$ 21 bilhões, ante R$ 16,9 bilhões do 2º trimestre do ano passado. A companhia fechou o período com 12.182 empregados, contra 12.552 no fim de junho de 2020.

Segundo a Eletrobras, o saldo positivo do segundo trimestre é consequência direta dos “resultados em transmissão, em decorrência da revisão tarifária periódica com efeitos a partir de julho de 2020” e da “melhora nos resultados de geração”, com aumento do volume e dos preços praticados nos contratos bilaterais no mercado de eletricidade.

Leia mais: “Privatização da Eletrobras: saiba quais foram os vetos de Bolsonaro e como fica a MP”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

  1. E ainda assim, com a recuperação das estatais Petrobras e Eletrobrás, tem gente “poderosa” com saudades do Lula e do PT que as destruiu e também ao pais. Por que tanta insensibilidade e insanidade do STF e de alguns políticos com a transparência das urnas eletrônicas? Não seria mais tranquilo evitando previsíveis conflitos provocados por lideranças da direita, esquerda e até do centro, se tivéssemos alguma forma de auditoria que o eleitor pudesse entender quando estiver votando? Por que temer eleições democráticas e transparentes?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro