-Publicidade-

Em 2020, governo reduziu gastos com alimentos

Queda foi de 45,2% na comparação com o ano anterior
Entre os itens do carrinho de compras do Poder Executivo que sofreram queda está o leite condensado
Entre os itens do carrinho de compras do Poder Executivo que sofreram queda está o leite condensado | Foto: Divulgação/Agência Brasil

Em 2020, o governo federal reduziu as despesas com alimentos em 45,2%, na comparação com 2019. No primeiro ano do mandato do presidente Jair Bolsonaro, o gasto foi de R$ 1,1 bilhão. Doze meses depois, a conta ficou em R$ 602 milhões, sobretudo devido ao surto de covid-19 — o valor é menor que o permitido para gastar naquele ano, de R$ 1,027 bilhão. É o que mostram dados do painel de compras do Ministério da Economia. A conta paga se refere aos gastos com toda a estrutura do Poder Executivo, e não apenas àquilo que o presidente comprou para o Planalto.

Entre os itens do carrinho de compras que sofreram queda está o leite condensado. Em 2019, o governo gastou R$ 29,7 milhões com o produto. Ano passado, a despesa caiu para R$ 13,5 milhões, uma redução de 55,5%. A mercadoria é utilizada para fazer sobremesas em restaurantes do tipo bandejão de quartéis e universidades federais. No caso dos militares, o alimento é preferido em razão da facilidade de logística e armazenamento — o leite natural pode estragar durante missões das Forças Armadas. Outros alimentos que registraram redução foram:

  • Carne bovina: 2019 (R$ 184,6 milhões); 2020 (R$ 123,9 milhões);

  • Carne de frango: 2019 (R$ 94,2 milhões); 2020 (R$ 53,3% milhões);

  • Suco: 2019 (R$ 93 milhões); 2020 (R$ 46 milhões).

Os principais destinos dos produtos comprados pela gestão Bolsonaro são: Ministério da Educação, Ministério da Defesa e Embrapa. As despesas do governo ganharam evidência depois de reportagem do site Metrópoles — conforme a matéria, foram mais de R$ 1,8 bilhão ano passado. O Poder Executivo, porém, garante que a conta é menor se comparada a de administrações anteriores, como a do PT. Nesta quinta-feira, 28, o presidente Jair Bolsonaro anunciou no Twitter que irá explicar as despesas na live semanal transmitida pelas redes sociais.

Com informações do site Poder 360

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Esqueceram de “diminuir” o chiclete, sorvete, uvas passas… não é de agora, claro, mas é um obaoba com dinheiro público de revoltar! Quase dois BILHÕES só em alimentação(chiclete?)? E se juntar produtos de higiene e limpeza?

    1. Li que o chiclete é do ministério da saúde. É chiclete de nicotina, distribuido no Brasil todo para campanha contra o cigarro. Precisa checar.

    2. Quem costuma pensar com o intestino grosso corre o risco de defecar pela boca. Vai se informar corretamente,e posteriormente faça o comentário.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês