FBI oferece US$ 5 milhões por informações da Odebrecht

A iniciativa ocorre em parceria com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos
-Publicidade-
O empresário Marcelo Odebrecht
O empresário Marcelo Odebrecht | Foto: Agência Brasil

O FBI está oferecendo US$ 5 milhões (próximo de R$ 24 milhões) por informações de propinas pagas pela Odebrecht ou Braskem nos Estados Unidos. A ação ocorre em parceria com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos. A iniciativa faz parte do Programa de Recompensas de Recuperação de Ativos de Cleptocracias — palavra grega para denominar governo liderado por corruptos.

A Braskem é controlada pela Novonor, que se chamava Odebrecht até mudar o nome, em dezembro de 2020. A Odebrecht admitiu ao “Departamento de Justiça dos EUA que pagou cerca de US$ 800 milhões em propinas”. A quantia assumida pela empresa equivale a quase R$ 4 bilhões. De acordo com as autoridades norte-americanas, o dinheiro alcançou funcionários de governos em 12 países entre 2011 e 2016. A lista é formada por “Angola, Argentina, Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Moçambique, Panamá, Peru e Venezuela”.

Além das companhias brasileiras, o programa também paga por informações relacionadas à corrupção no governo da Rússia e no Fundo Soberano da Malásia (conhecido como 1MDB).

-Publicidade-

O Petrolão e a Odebrecht

A Odebrecht é um dos pivôs do escândalo que ficou conhecido como Petrolão, revelado a partir de 2014 graças à Operação Lava Jato. Operado durante o governo do PT na Presidência da República, o esquema envolvia uma série de empresas que se beneficiaram de modo ilícito do caixa da Petrobras e pagavam propinas.

Em junho de 2015, Marcelo Odebrecht foi preso pela Polícia Federal. Na época, ele era o presidente do grupo, que levava seu sobrenome.

Leia também: “Fala mais, Lula”, artigo de Augusto Nunes para a Edição 107 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

13 comentários Ver comentários

  1. Caça as bruxas kkkk concentrem o foco das investigações em Brasília e peguem as investigações e provas da Lava Jato que o Supremo deu um jeito de “canetar” mas que são mais do que verdadeiras, está tudo pronto!

  2. So na cabeça dos incultos e do Supremo essa turma é Santa. Tenho certeza que dessa turma o inferno está cheio e espero que aumente a superlotação. Minha maior angústia e acho que de muitos é ainda ver alguns defendendo esses crápulas, talvez a ignorância e a certeza da impunidade é que tenha levado a essa dimensão. Uma corrupção multinacional.

  3. Restará a Sérgio Moro pegar esta recompensa: o traidor da pátria. O vândalo de abril.
    O Paulo Velloso esqueceu-se de que lula é apenas o CAVALO nesse tabuleiro sórdido. Vive tão cheio de ópio/droga/cachaça que de BISPO não tem nada e não acertaria a facada. Isto é coisa de barraco, de psolista acéfalo.
    Os peões que o rodeiam neste tabuleiro gostam de ser pisados, pois o cavalo/molusco não tem direção.
    Acabaremos identificando quem é quem neste tabuleiro sórdido.
    A militância os peões.
    O bispo o adélio.
    O cavalo o asno do nove dedos.
    O rei….há!!!
    Não é o zé dirceu….não é o fhc…algum banqueiro ou magnata….

  4. Pegar os cabeças dessa imensa quadrilha, seria a redenção deste país. Esse vagabundo cachaceiro, a meu ver, era apenas um bispo nesse tabuleiro de xadrez, só anda na diagonal é apenas uma peça importante porém limitada e que pode ser sacrificada sem tantos problemas. Te garanto que se isso viesse a acontecer, abreviariamos em muitos anos o saneamento deste país. Mas isso talvez fique só no sonho.

    1. A”Geni” da vez (Moro) na cabeça de anencéfalos que aqui fazem comentários de padrão petista, junto com Delagnol e outros quase mártires do combate à corrupção, foram os únicos na história desse arremedo de nação chamado Brasil que tiveram colhões de enfiar as quadrilhas e seus chefes na cadeia. A história fará justiça a eles.
      Apesar de votar em Bolsonaro caso a disputa fique entre ele e o molusco, os fatos mostram que Bolsonaro participou no desmonte da lavajato.

      1. Moro e seus colegas começaram a priorizar mais seus planos próprios de poder e deixaram para trás tudo o que construíram, foram eles que tramaram contra o Bolsonaro antes de mais nada, antes mesmo das eleições, as mensagens podem ter sido roubadas, mas não foram negadas até hj, lembra que queriam até fraudar relatório com professor da UFRJ contra o PR para incrimina-lo? Toda história da vaza jato fez muito mal para o governo, foi um dos primeiros baques que passou e que fortaleceu o supremo! Não estou defendendo os bandidos, mas se o moro tivesse seguido com o PR até hj, feito seu trabalho no Ministério da Justiça como tinha que ser, do lado “do povo” e não “contra” o povo como ele fez junto com o Mandeta, nossa, hj ele estaria gigante e com o apoio popular para vencer qualquer um, mas não, jogou tudo fora e mostrou sua verdadeira cara, e no final eu agradeço porque foi um livramento, imagina sermos traídos quando já fosse tarde demais? Quanto ao pra, ele agiu conforme podia nesses 4 anos, e vem agindo estrategicamente para alcançar um objetivo muito maior e livrar nossa nação dessa corja, e falta pouco para osso, bem pouco 🙏

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.