Governo reduz em 10% imposto sobre eletroeletrônicos importados

A medida entrará em vigor na próxima semana
-Publicidade-
A decisão do governo de Jair Bolsonaro atinge bens utilizados por todos os setores da economia brasileira
A decisão do governo de Jair Bolsonaro atinge bens utilizados por todos os setores da economia brasileira | Foto: Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo

O Ministério da Economia anunciou nesta quarta-feira, 17, redução de 10% na alíquota do imposto de importação cobrado sobre eletroeletrônicos, máquinas e equipamentos. De acordo com o governo, a medida atinge bens utilizados por todos os setores da economia brasileira, desde celulares e computadores até equipamentos médicos, máquinas para panificação, guindastes e escavadeiras. A decisão, tomada pelo Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior do Ministério da Economia (Camex), deve ser publicada no Diário Oficial da União de amanhã, quinta-feira 18. A medida entrará em vigor na próxima semana. Segundo o Ministério da Economia, atualmente as tarifas de importação variam de zero a 16%. Com a redução aprovada, uma máquina sobre a qual incide hoje 10% de imposto de importação passará a ter alíquota de 9%. Para um eletrônico cuja importação exige pagamento de 16% de imposto, este passará a 14,4%. Além disso, no caso dos produtos sobre os quais incide imposto de importação de 2%, a alíquota será zero.

Leia também: “Governo mantém estimativa de alta de 3,2% do PIB em 2021”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.