Huawei investirá em formação de mão de obra no Brasil

Gigante de tecnologia chinês está de olho no mercado de fibra óptica brasileiro
-Publicidade-
A implementação do 5G no Brasil vai impulsionar uma nova onda de investimento em fibra
A implementação do 5G no Brasil vai impulsionar uma nova onda de investimento em fibra | Foto: Reprodução/Instagram

O gigante de tecnologia chinês Huawei planeja abrir este ano 12 laboratórios no Brasil de modo a treinar mão de obra voltada à instalação de fibra óptica. Estuda-se, também, ampliar a parceria com universidades  — das atuais 46 instituições de ensino, para 100. O objetivo da companhia asiática é fazer frente à demanda gerada pelo avanço das conexões de banda larga fixa no país, como às necessidades que serão geradas pelas redes de quinta geração (5G). A primeira unidade de formação técnica às ordens da empresa asiática será em Niterói (RJ), nas dependências da Instituição de Ensino Superior do Rio de Janeiro.

“O 5G precisa do arcabouço de fibra óptica para funcionar corretamente”, afirmou Bruno Zitnick, diretor de relações públicas e governamentais da Huawei no Brasil, em entrevista publicada no jornal Valor Econômico, nesta sexta-feira, 12. Em 2020, o total de acessos de fibra óptica à internet no país somou 16,63 milhões, uma expansão de quase 65% em relação ao ano anterior. É esse o mercado que os chineses querem abocanhar. A implementação do 5G no Brasil, a partir do leilão de frequências previsto para este ano, vai impulsionar uma nova onda de investimento em fibra — o equipamento viabiliza a prestação do serviço do 5G.

Leia também: “Chegou a hora de enfrentar a China — e a Rússia”, artigo de Bruno Garschagen publicado na Edição 18 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Sei não! Não vejo com bons olhos. Aliás, depois que fizeram na Argentina, perdi meu encantamento com o desempenho da economia da China. E depois veio o vírus! Melhor não arriscar.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site