Mesmo na ‘fase 2’, prefeitura de SP ainda não autorizou reabertura de shoppings

Setor está fechado desde o fim de março e aguarda a reabertura com ansiedade
-Publicidade-
Fachada do Shopping Center Metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo | Foto: Alf Ribeiro/Estadão Conteúdo
Fachada do Shopping Center Metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo | Foto: Alf Ribeiro/Estadão Conteúdo

Setor está fechado desde o fim de março e aguarda a reabertura com ansiedade

shopping
Fachada do Shopping Center Metrô Santa Cruz, zona sul de São Paulo | Foto: Alf Ribeiro/Estadão Conteúdo
-Publicidade-

Os shoppings na cidade de São Paulo seguem de portas fechadas.

Segundo consta no “Plano São Paulo” apresentado pelo governador João Doria (PSDB), desde 1º de junho a capital paulista poderia reabrir os estabelecimentos, com restrições.

Os lojistas se prepararam para a retomada mas foram frustrados pela demora do prefeito Bruno Covas (PSDB) em liberar o funcionamento.

Covas condicionou a reabertura à entrega, por parte dos estabelecimentos, de protocolos a serem avaliados pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde do município (Covisa).

“Os shopping centers já entregaram na segunda-feira os protocolos que foram exigidos pela prefeitura e, na verdade, a sociedade agora espera que eles sejam aprovados o mais rápido possível”, disse o presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun em entrevista a Oeste.

A prefeitura não informou, no entanto, se há algum prazo para que a Covisa emita um parecer sobre as propostas.

Sahyoun afirma que os protocolos têm, inclusive, a assinatura do Hospital Sírio Libanês, que fez uma supervisão.

Ele disse que as propostas são as “mais modernas” e 220 shoppings já foram reabertos no país e estão sendo “elogiados pela população e pelos fiscais que passaram pelos empreendimentos”.

O presidente da Alshop garante que o setor aguarda “com muita ansiedade” a reabertura.

“Tenho certeza de que os lojistas vão receber muito os consumidores, com todas as estruturas que foram garantidas para que a gente possa retomar essa atividade tão importante para milhares de empregos e principalmente para a ajudar a economia a se reerguer”, afirmou Nabil Sahyoun.

O presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping disse esperar que a prefeitura se sensibilize e permita que os estabelecimentos abram pelo período de oito horas.

“Todos os outros shoppings do Brasil estão funcionando com horário restrito, mas oito horas e não quatro horas como o prefeito quer”, declarou o representante da Alshop.

Assista parte da entrevista de Nabil Sahyoun a Oeste:

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site