Nenhuma sombra de crise na Disney

O serviço de streaming Disney+ cumpriu sua meta de crescimento de cinco anos em apenas nove meses
-Publicidade-
Foto: MasaneMiyaPA/Wikimedia
Foto: MasaneMiyaPA/Wikimedia | Disney Xangai

A Disney está saindo da crise da pandemia cada vez mais forte. O serviço de streaming Disney+ cumpriu sua meta de crescimento de cinco anos em apenas nove meses, com 116 milhões de assinantes pelo mundo.

Segundo levantamento do New York Times, os parques da Disney, que passaram 14 meses fechados, também superaram quatro trimestres de prejuízo e tiveram um lucro de 356 milhões de dólares. A empresa teve uma receita total de US$ 17 bilhões, um aumento de 45% em relação ao ano anterior.

A Disney é hoje a maior empresa de entretenimento do mundo reunindo seus parques, empresas de turismo, musicais para teatro, publicação de livros, e uma cadeia de lojas. Fora o serviço de streaming, a Disney também tem uma forte presença na TV convencional com os canais ESPN, ABC, Disney Channel, FX, Freeform, National Geographic, e outros.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro