No 1° semestre, movimentação em portos públicos cresce 6,6%

"Mesmo com a pandemia, o setor continua funcionando e cumprindo o papel de escoar produtos para outros países", afirmou o ministro Tarcísio de Freitas
-Publicidade-
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante cerimônia de entrega do Prêmio Aeroportos + Brasil 2020 | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante cerimônia de entrega do Prêmio Aeroportos + Brasil 2020 | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL | O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante cerimônia de entrega do Prêmio Aeroportos + Brasil 2020 | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

“Mesmo com a covid-19, o setor continua funcionando e cumprindo o papel de escoar produtos para outros países”, afirmou o ministro Tarcísio de Freitas

no 1° semestre
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante cerimônia de entrega do Prêmio Aeroportos + Brasil 2020
Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

O Ministério da Infraestrutura informou na quarta-feira 29 que a movimentação de cargas dos portos públicos brasileiros cresceu 6,6% no 1° semestre de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. O cenário positivo é um alento em meio ao surto de coronavírus.

-Publicidade-

Os dados foram colhidos junto a oito autoridades portuárias, que concentram 80% dos contratos de arrendamentos nos portos nacionais. Durante o período analisado, foram transportadas 168,8 milhões de toneladas. Em 2019, a movimentação foi de 158,4 milhões de toneladas.

Quer saber como anda a política externa? Leia a entrevista exclusiva com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, publicada na edição n° 17 de Oeste

Apesar da covid-19, cinco autoridades portuárias tiveram acréscimo na movimentação no 1° semestre. São elas (na ordem): Companhia Docas do Pará (26,5%), Porto de Suape (16,7%), Portos do Paraná (12,6%), Santos Port Authority (12%) e Emap (5,1%).

“Os números comprovam que, mesmo com a pandemia, o setor portuário continua funcionando bem e cumprindo o papel de escoar seus produtos para outros países. Portanto, colaborando com a balança comercial brasileira”, observou o ministro Tarcísio Gomes de Freitas em entrevista coletiva.

Saiba mais

Conforme a Agência Nacional de Transportes Aquaviários, até maio de 2020, o setor portuário movimentou 436 milhões de toneladas. Dessa forma, alta de 3,98% em relação ao mesmo período de 2019.

As informações divulgadas incluem portos públicos e terminais de uso privado. Além disso, a movimentação de graneis líquidos e gasosos impactou os números, registrando alta de 16,5% no período.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Não há mágica nem mistério!
    Qualquer empresa sem perda de recursos por roubo, fraude e corrupção, aliada a uma excelente gestão e com foco no que traz retorno, é fadada a se desenvolver, crescer e contribuir para sua comunidade.
    No presente caso, a comunidade é o Brasil inteiro, apenas acresceria à pandemia, como evento contrário a desempenho satisfatório, toda esquerda medíocre que faz resistência e sabotagem, por não aceitar nada além do que ela mesma deseja; i.e., ela no poder!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.