Nova variante: mercados globais entram em pânico

As bolsas europeias exibem perdas aceleradas refletindo a preocupação sobre o potencial de novas restrições
-Publicidade-
O índice de volatilidade Vix, conhecido como “termômetro do medo” no mercado financeiro, disparava no início da manhã
O índice de volatilidade Vix, conhecido como “termômetro do medo” no mercado financeiro, disparava no início da manhã | Foto: Reprodução/Flickr

A nova variante do coronavírus (B.1.1.529) está deixando o mercado em pânico no início da manhã desta sexta-feira, 26.

O índice de volatilidade Vix, conhecido como “termômetro do medo” do mercado financeiro, disparava 38%, no início da manhã, indicando a preocupação dos mercados globais.

O Vix é vulgarmente conhecido como o índice do medo, pois é derivado da movimentação no mercado de opções do índice norte-americano S&P.

-Publicidade-

Ele dá uma sinalização do que o mercado nos Estados Unidos está esperando (no jargão do mercado, “precificando”) de volatilidade para os próximos 30 dias.

Bolsas na Europa

As bolsas europeias exibem perdas aceleradas, de mais de 2,5%. A queda reflete a preocupação sobre o potencial de novas restrições que podem limitar a atividade econômica global.

Às 8h40, o índice Stoxx Europe 600 caía 2,67%. Nas bolsas, Londres cedia 2,83%, Frankfurt recuava 2,87% e Paris liderava as perdas, com -3,60%.

“O mundo todo parece estar em pânico com essa nova variante que está surgindo na África do Sul”, resumiu o economista-chefe para a região Ásia-Pacífico do ING Group, Rob Carnell.

Contudo, ele ponderou que há muitas dúvidas sobre se a nova cepa é mais infecciosa e mortal do que a variante delta.

Bancos e seguradoras são os mais afetados

As ações de bancos e de seguradoras, principalmente, estão sendo bastante afetadas na Europa com os temores da nova variante que pode não ter cobertura vacinal.

Por volta das 8h50, Deutsche Bank caía 5%, UBS tinha queda de 3,7%, Santander recuava 5% e BNP Paribas perdia 3,8%. No Reino Unido, Barclays caía 3,8% e HSBC cedia 4,3%.

Isto está afetando também os papéis das seguradoras, que já registraram perdas expressivas em 2020 com a pandemia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.