‘O modelo dirigista corrompeu a democracia e estagnou a economia’

'O modelo dirigista corrompeu a democracia e estagnou a economia'.
-Publicidade-
O Ministro da Economia, Paulo Guedes
Foto: TV Brasil
O Ministro da Economia, Paulo Guedes Foto: TV Brasil | Guedes dirigista

Frase do ministro da Economia, Paulo Guedes, ao falar sobre os últimos anos de governo anteriores a Bolsonaro na Presidência

Guedes dirigista
O ministro da Economia, Paulo Guedes |  Foto: TV Brasil

Ao relembrar os últimos três anos da economia brasileira antes do governo Jair Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, foi direto ao ponto: “O modelo dirigista corrompeu a democracia e estagnou a economia”.

-Publicidade-

Para o ministro, o Brasil saiu da ditadura, entrou na democracia, mas não conseguiu encontrar o modelo econômico correto.

Tanto que, no governo Dilma Rousseff, segundo ele, o gasto público chegou a 45% do PIB. Foi preciso derrubar esse gasto, os juros altos e o salário do funcionalismo para reequilibrar as contas do governo e fazer a máquina governamental voltar a funcionar corretamente.

Dessa maneira, foi possível voltar a pensar nas reformas estruturais — previdenciária, administrativa e tributária —, porém os recursos que seriam utilizados tiveram de ser desviados. “O dinheiro precisou ir para os mais vulneráveis com a chegada da pandemia”, destacou Guedes. “O dinheiro veio de endividamento.”

Ainda assim, o ministro explicou também que já criou mecanismos de rolagem dessa dívida e que não há irresponsabilidade fiscal, pois tudo foi feito para preservar a saúde e os empregos do povo brasileiro.

 

 

 

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.