O papel da mineração na retomada econômica do país

Nos próximos quatro anos, os novos investimentos no setor devem atingir cerca de US$ 40 bilhões
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Agência Brasil
Foto: Divulgação/Agência Brasil | Foto: Divulgação/Agência Brasil

Nos próximos quatro anos, os novos investimentos no setor devem atingir cerca de US$ 40 bilhões

o papel da mineração
Dados mostram que o setor tem potencial para ser um dos motores que vão tirar o Brasil da crise no cenário pós-coronavírus | Foto: Divulgação/Agência Brasil
-Publicidade-

Só no primeiro semestre de 2020, a mineração respondeu por 50% do saldo da balança comercial, conforme o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram). Para se ter ideia de sua importância, o setor representa 4% do Produto Interno Bruto brasileiro. Em dez anos, o desenvolvimento da extração mineral subiu 550% no Brasil. Ainda de acordo com o Ibram, há mais de 8 mil empresas mineradoras espalhadas pelo país, responsáveis por cerca de 2 milhões de empregos diretos, indiretos e induzidos. Hoje, são produzidas em solo nacional 70 substâncias minerais (21 dos grupos de materiais metálicos, 45 dos não metálicos e quatro dos energéticos), segundo a Agência Nacional de Mineração (ANM). Existem por aqui 3.354 minas, das quais 159 são de grande porte. Os dados confirmam que o setor tem potencial para ser um dos motores que vão tirar o Brasil da crise no cenário pós-coronavírus.

Esse campo da economia registrou, de abril a julho deste ano, um faturamento 37,6% maior que o do mesmo período de 2019 e 26% maior frente ao de janeiro a março de 2020. Isso gerou um avanço médio de quase 32% na arrecadação do setor este ano, conforme o mais recente levantamento do Ministério da Economia. De acordo com o Ibram, os rendimentos das empresas do setor chegaram a R$ 39 bilhões no segundo trimestre, apesar do vírus chinês. Entre as companhias em destaque está a Vale, que obteve lucro líquido de R$ 15 bilhões. O valor representa mais que o dobro dos R$ 6,5 bilhões registrados um ano antes. A Vale creditou o aumento de suas receitas ao crescimento da demanda chinesa por minério de ferro. As vendas tiveram um boom devido à retomada econômica do gigante asiático, impulsionadas por investimentos significativos em infraestrutura e construção. Nos próximos quatro anos, os novos investimentos na mineração brasileira devem atingir cerca de US$ 40 bilhões.

Veja as 200 maiores minas brasileiras

Leia também: “Uma mina de oportunidades chamada Brasil”, reportagem publicada na edição n° 38 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Sem dar as cores certas, os comentários não comunicam adequadamente. Assim, pedir pra ser respeitoso com alguns CANALHAS, que se dedicam a roubar a merenda escolar das criancinhas, roubar os medicamentos dos pacientes do SUS… ou, RASGAR A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA NA CARA DOS BRASILEIROS, é preferível ficar quieto….. feito um BOI NA BOIADA..!

  2. Diz a matéria: “A Vale creditou o aumento de suas receitas ao crescimento da demanda chinesa por minério de ferro. As vendas tiveram um boom devido à retomada econômica do gigante asiático(…)”. Ora é o “gigante asiático, ora o demônio asiático espião e fabricante de vírus”. Sem comentários!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.