Oferta da Eletrobras deve ocorrer no início de 2022, projeta BNDES

Privatização da empresa já passou no Congresso Nacional
-Publicidade-
Presidente do BNDES, Gustavo Montezano | Foto: Reprodução/Empiricus
Presidente do BNDES, Gustavo Montezano | Foto: Reprodução/Empiricus

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, reafirmou nesta quinta-feira, 11, a intenção de fazer a oferta de ações que levará à privatização da Eletrobras no início de 2022. A venda da estatal já teve o aval do Congresso. O banco de fomento coordena a estruturação do processo de capitalização da empresa.

“O BNDES, com os ministérios, está trabalhando para que, no começo do ano que vem, a gente traga essa operação ao mercado e, com certeza, ela se concretize ainda neste governo”, afirmou em evento da empresa de investimentos Empiricus. Ele também se mostrou otimista com o projeto de privatização dos Correios, que tramita no Senado.

-Publicidade-

Montezano aproveitou para reafirmar a estratégia de venda das participações acionárias de grande companhias detidas pela BNDESPar, a empresa de participações do banco de fomento.

“Não é função do banco público de desenvolvimento ficar carregando R$ 120 bilhões em ações”, disse.

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.