Petrobras vai reduzir preço do gás natural para distribuidoras

Baixa passa a valer a partir de 1º de novembro
-Publicidade-
Revisão do preço do produto é feita a cada três meses | Foto: Divulgação/Agência Petrobras
Revisão do preço do produto é feita a cada três meses | Foto: Divulgação/Agência Petrobras

A Petrobras vai reduzir em 5% o preço de venda do gás natural para as distribuidoras, de acordo com anúncio feito na segunda-feira 10. A diminuição passa a valer a partir de 1º de novembro e se refere aos preços negociados entre agosto e outubro.

Os contratos com as distribuidoras preveem atualizações trimestrais, vinculadas à variação do preço do gás e do barril de petróleo e à taxa de câmbio.

No último trimestre, o petróleo teve queda de 11,5% e o câmbio, de 6,5%, e, por isso, o gás natural terá redução de preço. Em nota, a Petrobras ressaltou, no entanto, que o preço final do gás natural “não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras”, além de impostos federais e estaduais.

-Publicidade-

“As tarifas ao consumidor são aprovadas pelas agências reguladoras estaduais, conforme legislação e regulação específicas”, explica a estatal, na nota.

O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, em sua conta no Twitter, fez uma postagem sobre a redução no preço do gás natural às distribuidoras.

Os novos preços ficarão vigentes até 31 de janeiro de 2023, quando devem ocorrer novas atualizações, conforme os contratos estabelecidos. Segundo a Petrobras, a atualização trimestral do preço do gás natural e anual para o transporte do produto “permite atenuar volatilidades momentâneas e aliviar, no preço final, o impacto de oscilações bruscas e pontuais no mercado externo”, o que permite mais previsibilidade e transparência.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Perguntamos aos candidatos ao governo de São Paulo como acabar com a Cracolândia, reduto de viciados no centro da capital paulista. Veja o que eles responderam:

    *Fernando Haddad (PT):* Essa população de viciados não pode ficar na rua, vamos alugar apartamentos para eles morarem no centro de São Paulo e lhes dar algum dinheiro para comprarem comida.

    *Tarcísio de Freitas (Republicanos):* É necessario promover o acolhimento para reinserção social, com desintoxicação, capacitação, geração de trabalho e renda. Melhorar as condições das comunidades terapêuticas, com proximidade à natureza. Criar “portas de saída” como programas de inserção de pessoas em situação de rua, ex-dependentes e egressos do sistema prisional no mercado de trabalho formal, principalmente em empresas parceiras e em obras contratadas e/ou concedidas pelo Estado.

    https://revistaoeste.com/politica/eleicoes-2022/cracolandia-o-que-dizem-os-programas-dos-candidatos-ao-governo-de-sp/

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.