Preços dos alimentos no mundo atingem maior patamar em dez anos

Indicador da agência de alimentos da ONU alcançou média de 125,7 pontos no ano passado, a mais alta desde 2011
-Publicidade-
Preços mundiais dos alimentos registraram aumento de quase 30% no ano passado, segundo a FAO
Preços mundiais dos alimentos registraram aumento de quase 30% no ano passado, segundo a FAO | doação, sobras, alimentos, jair bolsonaro, lei

Os preços mundiais dos alimentos registraram um crescimento de 28% em 2021 e alcançaram o nível mais elevado em dez anos. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 6, pela Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO), a agência de alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU).

O índice de preços dos alimentos medido pela FAO acompanha as commodities alimentares mais comercializadas em escala global. O indicador atingiu média de 125,7 pontos no ano passado — a mais alta desde 2011 (131,9).

A elevação no preço dos alimentos teve impacto decisivo no avanço da inflação em diversas partes do mundo, segundo o órgão. A FAO alertou que a pressão inflacionária vem colocando em risco a população mais pobre dos países que dependem mais das importações.

-Publicidade-

“Embora os preços normalmente altos devam dar lugar ao aumento da produção, o alto custo dos insumos, a pandemia global em curso e as condições climáticas cada vez mais incertas deixam pouco espaço para otimismo sobre um retorno a condições de mercado mais estáveis em 2022”, afirmou o economista sênior da FAO, Abdolreza Abbassian.

Ainda de acordo com a FAO, o custo dos insumos agrícolas também registrou forte alta, impulsionado pelo aumento no preço dos fertilizantes.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.